Porto Alegre, quarta, 29 de junho de 2022
img

Com 170 lojas fechadas, Lebes suspende investimentos devido à crise

Detalhes Notícia
Enquanto suas lojas estão fechadas, presidente da rede cita que súpers vendem eletrodomésticos NÍCOLAS CHIDEM/JC

São 170 lojas físicas da Lebes espalhadas pelo Rio Grande do Sul e Santa Catarina, todas de portas fechadas em função das restrições impostas a boa parte do comércio como forma de combater o Covid-19. Uma situação que inquieta o presidente da empresa, Otelmo Drebes, que lidera um time de 3,2 mil funcionários.

“Estou te dando essa entrevista aqui na sala da minha casa, em frente à TV, no meio da tarde de um dia da semana. Nunca imaginei que isso poderia acontecer”, lamenta.

Fundada em 1956, na cidade de São Jerônimo, a Lojas Lebes tornou-se uma das maiores redes do Estado. Está presente em mais de 100 municípios, tem um milhão de clientes ativos e fatura mais de R$ 1 bilhão. O mix de produtos nas linhas de moda feminina, masculina, infantil, acessórios, calçados, móveis, eletrodomésticos e tecnologia, por enquanto, está acessível só pelos canais digitais.

Leia mais no Jornal do Comércio