Porto Alegre, segunda, 24 de janeiro de 2022
img

Presidente da CNBB critica Bolsonaro e diz que falas desinformam e geram cisões

Detalhes Notícia
Dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da CNBB desde 2019 - Marlene Bergamo - 10.mai.19/Folhapress

O presidente da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), dom Walmor Oliveira de Azevedo, 65, considera preocupante o comportamento do presidente Jair Bolsonaro na crise do coronavírus e diz que a instabilidade política prejudica a resposta do país à pandemia. A entidade foi uma das signatárias de carta, divulgada após o presidente chamar a Covid-19 de “resfriadinho” na TV, que acusava Bolsonaro de ameaçar a saúde pública com “campanha de desinformação”. 

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), a ABI (Associação Brasileira de Imprensa) e a SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), entre outras, também subscreveram essa manifestação. 

Para dom Walmor, que é arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, a sociedade civil tem o dever de advertir e orientar o governo, e isso não deve ser visto como posicionamento político-partidário. 

Leia mais na Folha de S.Paulo