Porto Alegre, quinta, 18 de abril de 2024
img

RS: IPE Saúde alerta para falta de leitos em Porto Alegre e reitera cuidados preventivos

Detalhes Notícia
Mais de 1.300 centros são habilitados a receber pacientes de covid-19. © Reuters / Kai Pfaffenbach / Direitos Reservados

 

A pandemia do COVID-19 atinge seu patamar mais grave no Estado e conduz a rede hospitalar ao seu limite: não há mais disponibilidade de leitos na rede privada da Região Metropolitana de Porto Alegre e de outras regiões. O IPE Saúde empenha-se em assegurar assistência à saúde aos seus usuários, porém não tem ingerência sobre a capacidade de atendimento dos hospitais, os quais enfrentam, neste momento, utilização máxima. Diante disso, o Sistema IPE Saúde alerta para a máxima importância dos cuidados preventivos (usar máscara, manter o isolamento social e utilizar álcool gel com frequência na higienização das mãos). A indisponibilidade de leitos na rede hospitalar, independentemente dos esforços institucionais, pode levar os usuários a ficar sem atendimento.

Nesta sexta-feira (11/12), pela primeira vez, o Estado apresentou regiões em bandeira preta no mapa preliminar (Bagé e Pelotas). A bandeira preta é a restrição máxima prevista pelo modelo de Distanciamento Controlado, e significa que tanto a capacidade hospitalar como o contágio por coronavírus alcançaram níveis críticos na região. Houve aumento em quase todos os indicadores monitorados pela equipe do Distanciamento Controlado. Foi registrada elevação, nos últimos sete dias, de 14% nas hospitalizações por Covid-19 (de 1.174 para 1.338 casos), que alcançou o maior número desde o início do monitoramento.

Também é o número mais elevado de pacientes em UTI, em leitos clínicos e de óbitos. As mortes cresceram 15% nesta semana, chegando a 409 registros. Como resultado, há o menor número de leitos livres (407) no Estado, bem como a menor razão de leitos livres para cada ocupado (0,44), que baixou de 0,5 também pela primeira vez. Por isso, o governo do Estado reforça a necessidade de a população seguir os protocolos e as regras sanitárias estabelecidas pelo modelo.

http://ipesaude.rs.gov.br/ipe-saude-alerta-para-falta-de-leitos-na-capital-e-reitera-cuidados-preventivos