Porto Alegre, segunda, 20 de setembro de 2021
img

Chancelaria chinesa: informações originais foram entregues à OMS desde o início; CRI

Detalhes Notícia
O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian. Foto: CRI Published: 2021-07-16 19:44:25

 

 

Em face à afirmação do diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, sobre a falta de dados originais da situação pandêmica no rastreamento do vírus da Covid-19 na China, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, reafirmou nesta sexta-feira (16) que a parte chinesa mostrou, todas as informações inéditas que precisam de atenção especial quando a equipe de investigação conjunta da OMS esteve na China.

“O fato é que os especialistas estrangeiros já disseram explicitamente sobre a obtenção de dados e informações em grande escala no seu trabalho,” salientou o diplomata chinês, e explicou que eles todos compreenderam o fato de não poder copiar e levar algumas informações que envolviam questões de privacidade pessoal.

Zhao Lijian lembrou que os especialistas da OMS visitaram os centros de controle de doença da província de Hubei e do município de Wuhan, bem como o instituto de virologia e outras instituições de biossegurança na cidade.

Leia mais em Rádio China Internacional