Porto Alegre, sexta, 20 de maio de 2022
img

Sérgio Reis diz que não é bandido e dispara: 'Estão querendo acabar comigo'; Folha de São Paulo

Detalhes Notícia
Em entrevista a Roberto Cabrini, músico comentou a ação da PF na casa dele. Mathilde Missioneiro-6.nov.2019/Folhapress

 

 

Sérgio Reis, 81, comentou pela primeira vez a ação de busca e apreensão da Polícia Federal realizada na casa dele na manhã desta sexta-feira (20). Foi ao repórter Roberto Cabrini em entrevista que irá ao ar no próximo Domingo Espetacular (Record).

O cantor e compositor já havia dado uma entrevista ao jornalista comentando a polêmica gerada pelo vazamento de um áudio no qual afirma que caminhoneiros parariam o país em setembro até que o Senado afastasse os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de seus cargos. Depois da ação da PF, Cabrini voltou a procurá-lo.

“Eu errei, quero pedir desculpas, até ao Supremo”, disse na primeira conversa. “Eu sou uma pessoa que só pensa bem dos outros. E agora estão querendo acabar comigo como se eu fosse bandido. Eu não sou bandido.”

Leia mais na Folha de São Paulo