Porto Alegre, quarta, 20 de outubro de 2021
img

Novo partido União Brasil deve perder seus dois ministros no governo Bolsonaro; O Globo

Detalhes Notícia
Dirigentes da sigla, que surgiu da fusão entre DEM e PSL, avaliam que Onyx Lorenzoni e Tereza Cristina buscarão outra legenda, mas dão como certa filiação de titular da Justiça. Os ministros Onyx Lorenzoni e Tereza Cristina: planos de deixar o novo partido União Brasil Foto: Montagem com fotos de Pablo Jacob / Agência O Globo

 

 

O novo partido União Brasil, formado a partir da fusão entre PSL e DEM, deve perder seus dois ministros do governo Bolsonaro. Dirigentes das duas legendas apontam que Tereza Cristina (Agricultura), e Onyx Lorenzoni (Trabalho) devem migrar para outra sigla devido à conjuntura política em seus estados nas eleições de 2022. Os dirigentes, no entanto, dão como certa a filiação do ministro da Justiça, Anderson Torres.

Ex-secretário de Segurança Pública do governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB), Torres tem dito que pretende se candidatar ao Senado. Ele fez questão de participar do evento de fusão do DEM-PSL e, por isso, faltou ao primeiro dia da reunião do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública, em Palmas. Só participou no segundo dia de evento, acompanhado do governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), que deve comandar o União Brasil no estado.

Leia mais em O Globo