Porto Alegre, terça, 07 de dezembro de 2021
img

Bolsonaro sanciona projeto que congela recursos previstos para Ciência e Tecnologia; O Globo

Detalhes Notícia
Dos R$ 690 milhões que receberia como crédito suplementar, pasta ficará apenas com R$ 89,8 milhões. O presidente Jair Bolsonaro e o ministro Marcos Pontes acompanham apresentação na Faculdade de Engenharia de Sorocaba Foto: Edilson Dantas/Agência O Globo/25-06-2021

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta sexta-feira o projeto de lei que diminui recursos extras que seriam destinados ao Ministério da Ciência e Tecnologia. O projeto abre um crédito suplemente de R$ 690 milhões, que inicialmente seria destinados integralmente à Ciência e Tecnologia. Entretanto, durante a tramitação no Congresso, o Ministério da Economia pediu uma redistribuição dos recursos para outros ministérios, restando apenas R$ 89,8 milhões para a destinação original.

Essa mudança foi aprovada pelos parlamentares na semana passada e agora foi sancionada por Bolsonaro. Na semana passada, o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, disse que foi pego de surpresa pela decisão e que chegou a cogitar pedir demissão. Depois, disse que Bolsonaro prometeu que irá ajudá-lo a recompor o orçamento.

Leia mais em O Globo