Porto Alegre, sexta, 03 de dezembro de 2021
img

Reconhecimento facial e videovigilância geram polêmica na Suíça; SwissInfo

Detalhes Notícia
As ONGs suíças estão preocupadas que o Estado e o setor privado possam usar dispositivos biométricos de reconhecimento facial e câmeras de vídeo para uma vigilância sistemática 24/7 do espaço público. Keystone/Jockel Finck

 

 

Grupos da sociedade civil exigiram a proibição de dispositivos de reconhecimento facial automático e da tecnologia de vigilância por vídeo na Suíça. Três organizações, incluindo a seção suíça da Anistia Internacional, disseram que uma combinação de ambas as ferramentas é altamente problemática.

“Ela ignora uma violação maciça dos direitos básicos de toda a população”, disse uma declaração conjunta na quinta-feira (18).

Os grupos disseram que há um risco real de que o uso da tecnologia de vigilância se espalhe rapidamente por toda a Europa e que as autoridades suíças em breve aprovarão a base legal no país.

Algumas forças policiais já aplicam as polêmicas ferramentas de reconhecimento de rostos, afirmam as ONGs.

Leia mais em Rádio Suiça Internacional