Porto Alegre, sexta, 03 de dezembro de 2021
img

Líderes da IURD em Angola começam a ser julgados; VoA

Detalhes Notícia
Templo da Igreja Universal, Benguela, Angola. João Marcos/VoA

Começou no Tribunal Provincial de Luanda nesta quinta-feira, 18, o julgamento de bispos brasileiros da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), acusados dos crimes de associação criminosa e branqueamento de capitais em Angola.

Pelo menos quatro arguidos devem ser ouvidos e julgados nos próximos dias, entre eles Honorilton Gonçalves da Costa, antigo responsável espiritual da IURD em Angola e Moçambique, Henriques Teixeira, o ex-director da Record TV África, o bispo António Pedro Correia da Silva e o pastor Valdir de Sousa dos Santos.

No arranque do julgamento, enquanto centenas de fiéis da igreja, cuja sede mundial está em São Paulo, Brasil, faziam orações na marginal da capital angolana, a polícia montou um forte aparato de segurança.

Como a VOA noticiou em Agosto, a Procuradoria-Geral da República (PGR) acusou vários líderes da IURD, na sua maioria brasileiros, de associação criminosa e branqueamento de capitais.

Leia mais em Voz da América