Porto Alegre, segunda, 27 de junho de 2022
img

Rodrigo Pacheco diz que revogação da PEC da Bengala não avançará 'em hipótese alguma' no Congresso

Detalhes Notícia
CCJ da Câmara aprovou a antecipação da aposentadoria de ministros do Supremo Tribunal Federal de 75 para 70 anos. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco Foto: Agência O Globo

 

 

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou não acreditar que a proposta de revogação da PEC da Bengala avance no Congresso. Para ele, o projeto não passará ”em hipótese alguma”. A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou na terça-feira a proposta que antecipa a aposentadoria de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), chamada de “PEC da Vingança”.

— Eu não acredito em hipótese alguma que possa acontecer a evolução disso nem na Câmara dos Deputados. Eu acho que foi uma aprovação na CCJ, acho que o presidente Arthur Lira não deve levar a discussão ao plenário e, ainda que houvesse, eu não vejo ambiente algum para essa discussão nesse momento em relação a se acabar com a chamada “PEC da Bengala”, da elevação da idade de 75 anos para a redução para 70. Então não vejo essa perspectiva, acho que isso não vai acontecer — disse Pacheco em entrevista à GloboNews.

Leia mais em O Globo