Porto Alegre, segunda, 17 de janeiro de 2022
img

Prefeitos lançam nota indignada sobre aprovação de piso para enfermeira sem fonte de custeio

Detalhes Notícia

 

 

Em nota assinada pelo presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, a entidade manifestou indignação e preocupação com a aprovação, pelo Senado Federal, do Projeto de Lei (PL) 2.564/2020 com a retirada da emenda apresentada pelo senador Welligton Fagundes (PL-MT). Ele reforça a necessidade de valorização das carreiras, mas destaca que, como aprovado, a partir de acordo entre senadores e governo federal para eximir a União da sua corresponsabilidade no custeio da Saúde, o projeto leva a já frágil situação fiscal dos Municípios ao colapso imediato.

“Mais uma vez o Senado se alia ao Executivo federal e impõe proibitivo custo aos Entes Federados, sem qualquer análise acerca da fonte de recurso para a obrigação, demonstrando que a Casa da Federação neste ato desequilibra o pacto federativo. A entidade alerta que o piso salarial nacional do enfermeiro, do técnico de enfermagem, do auxiliar de enfermagem e da parteira trará um impacto direto imediato às gestões Municipais de R$ 20 bilhões ao ano”, ressalta Ziulkoski no documento.

🔗 *Veja na íntegra:* https://bit.ly/3HTGBe6