Porto Alegre, quarta, 26 de janeiro de 2022
img

Macron não se arrepende de ter ameaçado “encher o saco” dos não vacinados; RFI

Detalhes Notícia
Emmanuel Macron disse durante coletiva de imprensa que assume 'completamente' suas declarações polêmicas sobre não vacinados Michel Euler Pool/AFP

O presidente francês, Emmanuel Macron, afirmou nesta sexta-feira (7), que assume as declarações polêmicas que fez esta semana sobre as pessoas não vacinadas contra a Covid-19. O chefe de Estado, que havia dito que pretendia “encher o saco” de quem não se imunizasse, voltou a chamar as pessoas reticentes à vacinação de “irresponsáveis”.

“Todas as pessoas com quem eu falei estão indignadas contra os que não querem se vacinar. Há profissionais de saúde que acham que os não vacinados não devem receber cuidados médicos quando chegam na emergência com Covid”, disse Macron em uma entrevista coletiva ao lado da chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, após um evento sobre a presidência francesa da União Europeia (UE).

“Alguns podem ficar impressionados por uma maneira de falar que parece coloquial e que assumo completamente. O que me impressiona é a situação [sanitária] em que estamos. A verdadeira fratura do país é esta: alguns criam slogans alegando liberdade e isso acaba se transformando em irresponsabilidade”, completou o presidente.

Leia mais em RFI