Porto Alegre, sexta, 19 de agosto de 2022
img

A história do brasileiro negro e nordestino que impressionou Ho Chi Mihn; BBC

Detalhes Notícia
Ho Chi Mihn trabalhou no Rio de Janeiro como ajudante de cozinha. CRÉDITO,GETTY IMAGES

 

 

Ho Chi Mihn, figura-chave da independência do Vietnã em relação à França e da guerra em que os EUA foram vencidos, teve uma estadia forçada no Brasil durante alguns meses. Foi aqui que o líder comunista se impressionou com a história de um homem negro e nordestino, pouco lembrado na historiografia nacional.

José Leandro da Silva era um líder sindical ativo durante a Greve dos Marítimos, ocorrida no Rio de Janeiro no início dos anos 1920.

Conhecido como Pernambuco, ele foi baleado por policiais – e também jogou agentes no mar – durante a tentativa de incitar uma greve em um porto na cidade. O marinheiro sobreviveu e acabou condenado a 30 anos de prisão.

A história da vitória de Pernambuco na Justiça foi narrada por Ho Chi Minh em um texto chamado Solidariedade de Classes, no qual o líder vietnamita destaca a fraternidade entre as pessoas e discorre sobre o racismo.

Leia mais em BBC