Morre o jornalista Nico Noronha

Morre o jornalista Nico Noronha

Destaque

Morreu nesta segunda-feira (19.02.18) o jornalista esportivo Nico Noronha, a causa da morte não foi confirmada pela família. Os atos fúnebres ainda estão sendo tratados pelos familiares, que devem realizar nas próximas horas a divulgação do local e horário de início do velório. Em uma rara entrevista, Nico falou ao ao jornalista Franklin Berwig, no programa A VOZ DA GUAÍBA. jornalista ganha muito pouco, mas viaja, convive com famosos e, o principal, se diverte. O jornalista NICO NORONHA já fez e viu muita coisa relacionada à dupla Gre-Nal. É um dos autores de um conhecido livro que traz dados sobre o maior clássico gaúcho. OUÇA AQUI O ÁUDIO DA ENTREVISTA DE NICO NORONHA “A VOZ DA GUAÍBA”.

Como repórter e editor Nico Noronha atuou no jornal Zero Hora e Portal UOL. Trabalhou ainda como coordenador de Comunicação Social do Inter e chefiou a Assessoria de Imprensa da Liga Sul Minas. É autor junto com David Coimbra, do livro A História dos Grenais, que ganhou inúmeras edições e foi revisado e ampliado com a participação dos jornalistas Mario Marcos de Souza e Carlos André Moreira.

Em instantes mais informações.

Uruguai defende candidatura conjunta com Argentina e Paraguai para Copa de 2030

Uruguai defende candidatura conjunta com Argentina e Paraguai para Copa de 2030

Destaque

O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, defendeu nesta segunda-feira (19) que a Copa do Mundo de Futebol de 2030 seja realizada no seu país, na Argentina e Paraguai, numa candidatura conjunta, devido a história do torneio na região. A informação é da agência EFE.

“Não há nada que permitam os dirigentes do futebol mundial afirmarem que não há condições de se realizar o campeonato na região. Acreditamos que é justo que esse Mundial de 2030 possa ser organizado entre Argentina, Paraguai e Uruguai”, disse o chefe de Estado.

Os presidentes da Argentina, Mauricio Macri, do Paraguai, Horacio Cartes, e do Uruguai, Tabaré Vázquez, haviam se reunido em outubro passado em Buenos Aires com o presidente da Fifa, Gianni Infantino, para apresentar a candidatura conjunta dos três países para sediar a Copa de 2030.

Agora os líderes dos três países se encontraram em Montevidéu, para reunião de trabalho da comissão integrada da candidatura. Vázquez assegurou ter convicção de que “a região do Rio da Prata” tem capacidade de organizar com sucesso a competição.

“Hoje parece difícil organizar um Mundial, é por isso que três países estão nos reunindo para realizá-lo. Pensem como terá sido difícil em 1930, embarcar na aventura de organizar a primeira copa [realizada no Uruguai]. Se tivesse sido uma experiência ruim, não sei se hoje estaríamos falando de um novo Mundial”, avaliou o presidente do Uruguai.

Sobre a possível concorrência de “outros países muito poderosos”, ele lembrou que nenhum deles foi sede da primeira edição da Copa, em 1930. Após o encontro entre líderes dos três países, foram apresentadas duas sugestões de logotipos para a edição centenária da Copa, criadas pela área criativa e de design do governo da Argentina.

O secretário do Esporte do Uruguai, Fernando Cáceres, disse, em entrevista coletiva, que a comissão de candidatura estudará, nos próximos 15 dias, as marcas apresentadas. (Agência Brasil)

SESCON-RS vive período eleitoral. Dois candidatos disputam sucessão de Diogo Chamun

SESCON-RS vive período eleitoral. Dois candidatos disputam sucessão de Diogo Chamun

Destaque

O SESCON-RS entra em seu período eleitoral para a gestão 2018/2022. No dia 15 de março, as empresas associadas em dia com a entidade terão direito a voto, em urnas instaladas em Porto Alegre, São Leopoldo, Lajeado, Santa Maria, Passo Fundo e Pelotas. Duas chapas se credenciaram a concorrer.

A eleição ocorre das 9h às 15h, com escrutínio imediatamente após. Cada chapa registrou candidatos a presidente e também nomes para as vice-presidências do Vale do Sinos, Vale do Taquari, Região da Produção e Região Central, além dos demais diretores. Ao todo, serão doze diretores titulares (incluindo os vice-presidentes) e outros doze suplentes.

Pela Chapa 1 (situação), o candidato a Presidência é o atual diretor de assuntos legislativos, Célio Levandovski. Ao longo da atual gestão, Levandovski também assumiu a gestão de produtos e serviços, liderando o setor de capacitação e o de certificação digital. Célio é bacharel em Ciências Contábeis com pós-graduação em gestão de empresas de serviços. Atuou como conselheiro e também exerceu o cargo de vice-presidente de Controle Interno do CRCRS. É empresário contábil, estando à frente da Contadores Associados, de Porto Alegre.

Na Chapa 2 (oposição), o candidato a Presidência é José Tadeu Jacoby. Com formação em Ciências Contábeis e Direito, Jacoby é atualmente o vice-presidente institucional do SESCON-RS. Exerceu recentemente o cargo de secretário geral da Junta Comercial do Rio Grande do Sul (JUCIS) e também atuou no CRCRS, além de presidir o Sindicato dos Contadores e Técnicos em Contabilidade do Vale do Sinos (Sincontecsinos). Também é empresário contábil, no comando da Jacoby Contabilidade, de São Leopoldo.

Para o Presidente do SESCON-RS, Diogo Chamun, a eleição de 2018 marcará um novo tempo para o sindicato. “Esse pleito será histórico, visto que após décadas estamos voltando ao Sistema Fenacon, federação que representada genuinamente os interesses das empresas de serviços aqui no Brasil. Vamos trabalhar com transparência para que a eleição transcorra com tranquilidade, democracia e lisura”, afirma. A Fenacon também está dando suporte, do ponto de vista jurídico e organizacional.

Chamun também ressalta o atual momento da entidade, que nos últimos anos tem se tornado protagonista junto ao poder público (aproximação com autoridades governamentais) e outras lideranças de classe, além de ampla visibilidade junto aos meios de comunicação. “E tudo isso, por meio de propostas concretas que visam beneficiar a sociedade, como os projetos Gestão Pública Eficaz e SESCON-RS Universitário, além mobilizações em defesa de interesses dos nossos representados”, enfatiza.

O SESCON-RS é uma entidade patronal que representa mais de 140 segmentos econômicos gaúchos. Ao todo são cerca de 20 mil empresas representadas em 483 municípios. No entanto, por regramento eleitoral, somente associadas em dia terão direito a voto.

 

Procon orienta consumidores sobre compras no Liquida Porto Alegre

Procon orienta consumidores sobre compras no Liquida Porto Alegre

Agenda Cidade Destaque Direito Direito do Consumidor Economia Negócios Poder Política Porto Alegre prefeitura Tecnologia

O Procon Porto Alegre orienta os consumidores sobre como usufruir das opções de descontos oferecidos por 3.300 lojas físicas e da Internet durante a 22ª edição do Liquida Porto Alegre, que ocorre a partir desta sexta-feira, 16 até 26 de fevereiro na Capital. Tradicional evento de promoção de descontos nos preços de produtos e serviços o Liquida Porto Alegre deve movimentar este ano R$ 1,175 bilhão. De acordo com o diretora executiva do Procon, Sophia Martini Vial, o consumidor deve sempre realizar uma pesquisa prévia de comparação de preços, pois grandes diferenças de valores podem ocorrer para uma mesma mercadoria, uma vez que os descontos podem chegar até 70%, com grande variação de uma loja pra outra. O levantamento de preços deve ser feito também nas compras pela Internet. “Confira os preços em pelo menos cinco lojas distintas, pois diferenças de preços podem ocorrer ate mesmo em estabelecimentos integrantes da mesma rede”, afirma Sophia.

“Além disso o consumidor deve ter em mente se o produto que se quer adquirir é realmente necessário e se está adequado ao seu orçamento, estabelecendo patamares do valor que pode pagar”, alerta. Ela adverte que se o produto esta saindo de linha o consumidor deve barganhar o preço, pois peças de reposição não tem um prazo para estarem disponíveis em assistências técnicas. Se o produto está saindo de linha ainda existe uma obrigação do fabricante de manter as peças de reposição em estoque. “O Código de Defesa do Consumidor não estipula prazos de manutenção em estoque de peças, mas diz que tem de ser por período razoável. Por exemplo, uma geladeira tem que durar no mínimo, cinco a oito anos, então este é o prazo mínimo que o fabricante tem que ter nas peças para repor naquele produto”, conclui.

Na hora da compra a diretora do Procon aconselha pechinchar para adequar o produto no orçamento do consumidor, ainda que as mercadorias estejam em promoção. “Neste caso, efetuar o pagamento à vista proporciona mais possibilidades de se obter um desconto ainda maior”, diz Sophia. “É muito importante que o consumidor exija na hora da compra a nota fiscal, pois é o documento que garante o direito da troca do produto ou reparo do serviço adquirido”, afirma.

O Procon recomenda, ainda, fazer o teste de funcionamento do produto na loja para constatar se está em perfeitas condições de uso. Se a mercadoria for entregue à domicílio, é necessário inspecioná-la, conferindo a voltagem do aparelho.

Direito de Arrependimento – Quando o consumidor realiza compras fora da loja física do fornecedor, utilizando a Internet, correio, telefone ou catálogo, o cliente tem o direito de desistir da compra efetuada até sete dias após a entrega da mercadoria, podendo receber o valor gasto, mesmo que o produto não apresente defeito. Já no caso das trocas de produtos, o Procon salienta que a loja não é obrigada a trocar mercadorias que não apresentem falhas. O consumidor deve previamente ficar ciente se o fornecedor aceita promover a troca do produto sem defeito.

Nas compras pela Internet, o consumidor deve consultar, na página do Procon, o banner “Procon alerta: evite estes sites”, para atestar a idoneidade do fornecedor. “O consumidor deve verificar na hora da compra se no site estão presentes informações como CNPJ, endereço físico e telefone da empresa. É possível ainda verificar se o CNPJ que consta no site corresponde ao cadastrado na Receita Federal”, destaca Sophia Vial.

Reclamações – No site do Procon, os internautas podem fazer download da legislação consumerista e efetuar reclamações por meio do banner do Atendimento Eletrônico. O horário de funcionamento presencial vai das 9h às 17h, na sede do Procon, na rua dos Andradas, 686, Centro Histórico. Diariamente, 90 fichas são distribuídas para o atendimento ao público. O Procon municipal também disponibiliza para a população uma loja no terminal 1 do Aeroporto Salgado Filho, em funcionamento das 12h às 18h. O Procon Porto Alegre é um órgão vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE).

RS: 32 municípios sobem de categoria no Mapa do Turismo

RS: 32 municípios sobem de categoria no Mapa do Turismo

Agenda Agronegócio Destaque Direito do Consumidor Economia Negócios Turismo

O Ministério do Turismo atualizou a categorização dos municípios que compõem o Mapa do Turismo Brasileiro. Esse instrumento é importante para acompanhar o desempenho da economia do turismo nos municípios e serve também como balizador de políticas do setor e direcionamento de verbas federais. De acordo com a nova categorização, 32 municípios do Rio Grande do Sul tiveram crescimento econômico pelo setor, seja por terem aumentado o número de empregos através do turismo, ampliado os estabelecimentos formais de hospedagem ou o fluxo de turistas domésticos e internacionais.

“O trabalho de categorização permite que o gestor responsável pelo turismo no município acompanhe a evolução da atividade de maneira clara e rápida. Com a definição de que esse trabalho será realizado a cada dois anos, será possível definir com mais clareza as políticas públicas a serem adotadas e os investimentos que deverão ser feitos”, explica o diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo (DEOtur), do Ministério do Turismo, Rogério Antônio Cóser.

Por outro lado, outros 24 municípios do estado tiveram redução em suas categorias – Alto Alegre, Arambaré, Araricá, Bagé, Barão do Triunfo, Camaquã, Campo Bom, canoas, Cidreira, Condor, Derrubadas, Doutor Maurício Cardoso, Doutor Ricardo, Farroupilha, Maratá, Palmares do Sul, Protásio Alves, Relvado, Roque Gonzales, São Gabriel, São Luiz Gonzaga, Torres, Viamão e Xangri-lá. Importante ressaltar que a categorização é um processo dinâmico e perene que, assim como o Mapa do Turismo Brasileiro, deverá ser atualizado e aperfeiçoado periodicamente. Assim, se um município teve seu fluxo turístico e seus estabelecimentos formais de hospedagem ampliados, provavelmente, na próxima edição da categorização, quando os dados dele serão novamente considerados, ele poderá mudar de categoria.

APOIO DO MTUR – De olho na melhoria da infraestrutura de cidades cuja classificação foi reduzida, o MTur já destinou, desde 2003, aproximadamente R$ 44,5 milhões para

Alto Alegre, Arambaré, Bagé, Barão do Triunfo, Camaquã, Campo Bom, canoas, Cidreira, Condor, Derrubadas, Doutor Maurício Cardoso, Doutor Ricardo, Farroupilha, Maratá, Palmares do Sul, Protásio Alves, Relvado, Roque Gonzales, São Gabriel, São Luiz Gonzaga, Torres e Xangri-lá para obras de sinalização, pavimentação, revitalização de praças, construção de centros culturais e pórticos, reurbanização, entre outros.

Segundo a portaria 39/2017 do MTur, somente municípios classificados entre ‘A’ e ‘D’ podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico. De acordo com a nova categorização, as cidades – Anta Gorda, Capivari do Sul, Coronel Bicaco, Cruzeiro do Sul, Dona Francisca, Estrela Velha, Floriano Peixoto, Gramado doa Loureiros, Guarani das Missões, Inhacorá, Itaara, Marques de Souza, Muçum, Nova Alvorada, Nova Pádua, Pinto bandeira, Salvador das Missões, Santa Tereza, Santiago, São Nicolau, Sertão Santana, Severiano de Almeida, Três cachoeiras, Tuparendi – agora na categoria ‘D’, passam a poder contar com até R$ 150 mil por ano do governo federal para a realização de festejos. Já Esteio, Guaíba, Lagoa Vermelha, Mostardas, Panambi, São José dos Ausentes e Soledade, classificadas como ‘C’, têm direito a um limite de R$ 400 mil, enquanto Nova Petrópolis, agora na categoria ‘B’, passa a acessar um teto de R$ 500 mil.

Todos os municípios – de A a E – estão aptos a pleitear recursos de infraestrutura, como construção de estradas e rodovias de interesse turístico; orlas e terminais fluviais, lacustres ou marítimos; reforma de terminais rodoviários intermunicipais e interestaduais, de aeroportos, ferrovias e estações férreas de interesse turístico; sinalização turística, entre outros.

O Rio Grande do Sul conta com 371 cidades no Mapa do Turismo Brasileiro, classificadas da seguinte maneira: A (02), B (12), C (37), D (210) e E (110).

CONFIRA AS MUDANÇAS DE CATEGORIAS – As novas categorias já estão disponíveis no endereço www.mapa.turismo.gov.br.

» Os 32 municípios que cresceram:

Anta Gorda

Capivari do Sul

Coronel Bicaco

Cruzeiro do Sul

Dona Francisca

Esteio

Estrela Velha

Floriano Peixoto

Gramado dos Loureiros

Guaíba

Guarani das Missões

Inhacorá

Itaara

Lagoa Vermelha

Marques de Souza

Mostardas

Muçum

Nova Alvorada

Nova Pádua

Nova Petrópolis

Panambi

Pinto Bandeira

Salvador das Missões

Santa Tereza

Santiago

São José dos Ausentes

São Nicolau

Sertão Santana

Severiano de Almeida

Soledade

Três Cachoeiras

Tuparendi

RS: Exportações do agronegócio iniciam 2018 em alta

RS: Exportações do agronegócio iniciam 2018 em alta

Agronegócio Destaque Economia Negócios

O primeiro mês do ano foi marcado pela alta nas exportações do agronegócio gaúcho. Janeiro registrou a soma de US$ 796 milhões, um crescimento de 15,4% na comparação com o mesmo período de 2017. O setor foi responsável por 62% do total comercializado pelo estado. Em volume, foram embarcadas 1,279 milhão de toneladas de produtos provenientes do meio rural. Os dados foram divulgados pela Assessoria Econômica do Sistema Farsul, nesta segunda-feira, dia 19.

Os números são resultado do bom desempenho da soja em grãos, com aumento de 46,5%, que garantiu 9% a mais em vendas do complexo soja. Cereais (7,9%), puxado pelo arroz (68,1%), e fumo (167,8%) também colaboraram para o resultado. Apesar da queda de 6,4% no grupo carnes, a carne bovina atingiu um crescimento de 70,7% no valor exportado.

Em relação a dezembro de 2017, o resultado também foi positivo, chegando a 10,1% no valor e 42% no volume exportado. O resultado está diretamente ligado ao resultado do complexo soja (26,6%), cereais (363,9%) e produtos florestais (18,4%). Mesmo com crescimento de 32% na venda de carne bovino, o grupo carnes teve uma queda de 4,9% influenciado por carne de frango (-7,4%) e carne suína (-15%).

A China mantém o posto de principal destino dos produtos do agronegócio gaúcho, com 32,6% de participação no valor exportado. Em segundo lugar aparece os Estados Unidos com 7% das vendas. Em terceiro lugar, a Bélgica aparece com 5%, assumindo um posto que vinha sendo da Rússia.

 

Confira o Relatório de Comércio Exterior na íntegra.

Motoristas de aplicativo protestam por segurança em Porto Alegre. Condutores promoveram um buzinaço que lembrou a morte de Eduardo Mazoni Pereira; por Cláudio Isaías/Correio do Povo

Motoristas de aplicativo protestam por segurança em Porto Alegre. Condutores promoveram um buzinaço que lembrou a morte de Eduardo Mazoni Pereira; por Cláudio Isaías/Correio do Povo

Cidade Destaque Segurança Tecnologia

Os motoristas dos aplicativos (Uber, Cabify e 99POP) realizaram um protesto pelas ruas de Porto Alegre, nesta segunda, onde pediram mais segurança para os condutores e passageiros. Uma carreata com a presença de mais de 50 veículos partiu do largo Zumbi dos Palmares, na avenida Loureiro da Silva, no Centro, e seguiu até a sede da Uber, na avenida Padre Cacique, no bairro Menino Deus. Na frente do escritório da empresa, os condutores promoveram um buzinaço que lembrou a morte do motorista de aplicativo Eduardo Mazoni Pereira, 37 anos, que ocorreu na noite de sexta-feira na zona Norte da cidade.

O motorista Mariston Fernandes, um  dos organizadores da manifestação, disse que a categoria defende nos veículos a obrigatoriedade da foto do passageiro e o local de início e final da viagem assim que o motoristas aceitar a viagem. Além disso, os  condutores de aplicativos pedem que eles possam escolher a forma de pagamento, a senha para poder chamar no aplicativo e o direito de poder escolher trabalhar somente em uma cidade.

Segundo Fernandes, a categoria reivindica também que a Brigada Militar continue realizando a abordagem dos veículos de aplicativos, mas que não apenas o motorista seja alvo da fiscalização, mas o passageiro também. “Todas as pessoas dentro carro deveriam ser revistadas. Estamos em busca de segurança”, destacou. A reportagem completa está no Correio do Povo.

RS: Centros de Conciliação da Justiça do Trabalho avançarão para quatro cidades gaúchas

RS: Centros de Conciliação da Justiça do Trabalho avançarão para quatro cidades gaúchas

Destaque Direito Direito do Consumidor

Após o sucesso em 2017, quando homologaram mais de 1,5 mil acordos em apenas sete meses, os Centros Judiciários de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Cejusc-JT) da Justiça do Trabalho gaúcha começarão a ser expandidos pelo Estado. As primeiras comunidades de fora da Capital que receberão as unidades serão Gravataí, Passo Fundo, Santa Maria e Caxias do Sul. O objetivo é instalar os quatro CEJUSCs nos Foros Trabalhistas dessas cidades até o final do primeiro semestre, informa o coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Nupemec-JT) do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS), desembargador Ricardo Martins Costa.

Responsável pela gestão dos CEJUSCs, o Nupemec levou a proposta à Administração do TRT-RS e recebeu total apoio. “Deliberou-se inicialmente por esses quatros foros, com o apoio dos juízes que neles atuam, por já possuírem locais próprios para as instalações dos centros conciliatórios e por estarem localizados em regiões de expressiva movimentação processual, com grande potencial conciliatório”, explica Martins Costa.

Os centros são ambientes estruturados especialmente para audiências de conciliação. As mesas são redondas, aproximando as partes e facilitando o diálogo. A mediação fica a cargo de magistrados, além de servidores capacitados para a função.

Uma das novidades dos CEJUSCs do Interior do Estado, anuncia o coordenador do Nupemec, será a possibilidade de serem realizadas audiências por videoconferência, facilitando a logística para advogados e partes.

Entre maio e dezembro de 2017, primeiro ano dos CEJUSCs da 4ª Região, os 1,5 mil acordos somaram R$ 253 milhões. Os centros funcionam, atualmente, no Foro Trabalhista de Porto Alegre (primeira instância e no Tribunal Regional do Trabalho (segunda instância). A unidade do TRT-RS receberá, em março, uma nova e mais ampla sala, no térreo do Prédio-Sede.

Conciliação em Recursos de Revista

Em consonância com a política institucional de incentivo à solução de conflitos por meio de acordo, o TRT-RS também promoverá, em 2018, audiências de conciliação em processos em fase de recurso de revista (recurso contra decisão de segundo grau, direcionado ao Tribunal Superior do Trabalho, após exame de sua admissibilidade no TRT). O projeto é conduzido pela Vice-Presidência do Tribunal.

Como solicitar audiências nos CEJUSCs

Trabalhadores e empregadores com reclamatórias trabalhistas em andamento em Porto Alegre e Região Metropolitana dispostos a firmar um acordo podem solicitar junto à Vara do Trabalho uma audiência de conciliação a ser realizada no Cejusc-JT. Os requerimentos de audiência também podem ser feitos diretamente ao Cejusc-JT:

  • Para processos em primeiro grau (Porto Alegre e Região Metropolitana), contate: Cejusc-JT 1º Grau: Galeria do Foro Trabalhista de Porto Alegre (Av. Praia de Belas, 1.432, bairro Menino Deus). Telefone: (51) 3255-2350. E-mail: cejusc.1grau@trt4.jus.br

  • Para processos em segundo grau: Cejusc-JT 2ª grau: Sala 308 do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (Av. Praia de Belas, 1.100, bairro Praia de Belas, Porto Alegre). Telefone: (51) 3255-2354. E-mail: cejusc.2grau@trt4.jus.br

  • No Interior do Estado, a audiência de conciliação deve ser solicitada na Vara do Trabalho ou no Posto Avançado em que tramita o processo (veja os endereços, telefones e e-mails).

Segundo Summit Talks debaterá sobre mulheres e startups de sucesso

Segundo Summit Talks debaterá sobre mulheres e startups de sucesso

Destaque Negócios Tecnologia

A segunda edição do Summit Talks vai tratar do protagonismo feminino no próximo dia 21 de fevereiro, no Gram Fiestas, em Gramado. Três  empreendedoras à frente de empresas disruptivas do Brasil debaterão sobre o tema mulheres e grandes startups. A Summit Talks é a extensão da Gramado Summit ao longo do ano. Mensalmente, um evento itinerante leva grandes cases do empreendedorismo digital para palestras e debates. O evento faz parte da programação oficial da Gramado Summit, que ocorre de 08 a 10 de agosto de 2018, e também integra a programação de aniversário dos 30 anos da Rossi & Zorzanello. A ação é aberta e gratuita para todos que já garantiram sua credencial para o evento de startups do país. O objetivo é proporcionar conhecimento e promover, cada vez mais, o debate da Nova Economia no Brasil.

Viviane Sedola (Growth Hacker), Rochelle Silveira (Bela Pagamentos) e Clarissa Santiago (Guide 121) contarão suas trajetórias e avaliarão o cenário empreendedor do país. A mediação será de Rafael Ribeiro, diretor executivo da Associação Brasileira de Startups (ABStartups).

Viviane Sedola – É co-fundadora da Kickante, maior plataforma brasileira de financiamento coletivo. Relações Públicas e expert de crowdfunding no Brasil, acumula mais de 10 anos de atuação nas áreas de comunicação, marketing, captação de recursos e soluções digitais, acumulando passagem pelas empresas Casas Bahia e Groupon.

Rochelle Silveira – É co-fundadora da Bela Pagamentos, fintech que cria soluções de venda, pagamento e gestão para empresas do mercado de turismo e entretenimento. Desde jovem, apaixonada por inovação e auto-didata, aprendeu sobre negócios e desenvolvimento e, com 16 anos, começou a empreender. É responsável por conduzir toda a área de produto e tecnologia da Bela e esteve envolvida na criação das principais soluções da empresa. É uma Empreendedora Promessas Endeavor, a maior organização de apoio a empreendedorismo e empreendedores de alto impacto.

Clarissa Santiago – A empreendedora tem 10 anos de experiência com projetos de inovação e desenvolvimento de negócios e 3 anos trabalhando com desenvolvimento de plataformas digitais. MBA em Trends & Innovation, palestrante TEDxInatel, consultora nos temas de gamificação e desenvolvimento de pessoas.

Rafael Ribeiro – Cientista da Computação com especialização em Inovação pela ESPM. Empreendedor há 12 anos no mercado de tecnologia e Business Inteligência. Desenvolvedor de grandes projetos para corporações como Mitsubishi, Santander, Itau, Claro entre outras. Líder da comunidade de founders na Aceleradora Germinadora e co-fundador da startup Monsterjoy, acelerada pela Artemisia e Germinadora. Atualmente é diretor executivo da Associação Brasileira de Startups.

A proposta da edição surge da presença cada vez mais marcante de mulheres no mercado de inovação e no ecossistema de startups, revolucionando indústrias e o modo de gerir empresas. Por isso, além dos cases de sucesso, a edição será responsável por desenvolver um panorama geral, através de dados referentes à relevância e participação.

 

Psol entra com mandado de Segurança para suspender votação da intervenção no Rio de Janeiro

Psol entra com mandado de Segurança para suspender votação da intervenção no Rio de Janeiro

Destaque

Entre outros pontos, o mandado questiona a falta de justificativa para a edição do decreto; ausência de consulta prévia aos Conselhos da República e de Defesa Nacional, já que o decreto foi assinado na última sexta e os Conselhos foram convocados nesta segunda-feira; e o fato de o decreto ter sido assinado sem que o Conselho da República estivesse completo como exige o texto da Constituição Federal, já que Câmara dos Deputados e Senado Federal não haviam indicado os quatro “cidadãos brasileiros natos, com mais de trinta e cinco anos de idade” que devem indicar para compor a instância, como previsto no inciso VII do artigo 89, que trata do Conselho da República. O Psol destaca que apenas o Presidente da República indicou os dois membros deste inciso a que tinha direito. (Agência Brasil)