Porto Alegre, sexta, 03 de dezembro de 2021
img

“Não tem remédio que não seja amargo no tema da mobilidade”, afirma Melo; Correio do Povo

Detalhes Notícia
Após primeiro semestre marcado por polarização na Câmara, prefeito de Porto Alegre defende diálogo por projetos que incluem extinção de cobradores e privatização da Carris. Pacote com medidas para o transporte público em Porto Alegre deve ser votado no segundo semestre | Foto: Alina Souza / CP Memória

Apesar de acumular 100% de vitória no Legislativo ao longo do primeiro semestre, o prefeito Sebastião Melo (MDB) reconhece que os próximos meses não serão fáceis. A justificativa para a projeção é que o tema do transporte público deverá acirrar as discussões na Câmara de Vereadores, tão logo os trabalhos reiniciarem após o recesso, no começo de agosto.

A proposta para o setor abrange desde a extinção gradual do cargo de cobrador, o fim de isenções até a extinção da Carris. No entendimento do prefeito, esses são os motivos principais para a tarifa de Porto Alegre ser uma das mais caras do país. “Não tem remédio que não seja amargo no tema da mobilidade. Agora, nós estamos fazendo a nossa parte”, disse ele, que espera por movimentos semelhantes nas esferas estadual e federal.

Leia mais no Correio do Povo