Porto Alegre, terça, 19 de outubro de 2021
img

Guedes quer Trabalho e Previdência de volta após saída de Onyx para eleição; Folha de São Paulo

Detalhes Notícia
Com mudança na Esplanada, Guedes deixará de ter controle de área que formula políticas de emprego e Previdência. Pedro Ladeira/Folhapress

 

 

A decisão de transformar a secretaria de Previdência e Trabalho em um novo ministério, a ser liderado por Onyx Lorenzoni, deverá ser temporária, segundo plano traçado pelo time do ministro da Economia, Paulo Guedes, que hoje comanda a área.

Pela programação da equipe econômica, até o fim do governo, a pasta de Emprego e Previdência será novamente extinta e retornará ao guarda-chuva de Guedes. Mas ainda não há previsão de quando isso aconteceria, e se seria antes do resultado da eleição de 2022. A estratégia de desfazer o ministério dependerá de apoio político.

O presidente Jair Bolsonaro planeja uma troca de cadeiras na Esplanada dos Ministérios cujo objetivo é acomodar aliados políticos e selar a aliança com o centrão, grupo de partidos que dá suporte ao governo no Congresso, num momento de baixa popularidade do governo.

Leia mais na Folha de São Paulo