Porto Alegre, quinta, 02 de dezembro de 2021
img

CPI da Covid: leia as 1.178 páginas do relatório final da comissão; por André Shalders, Julia Affonso e Vinícius Valfré/O Estado de São Paulo

Detalhes Notícia
O senador Renan Calheiros (MDB-AL) defende investigação de orçamento secreto durante sessão da CPI da Covid. Foto: Gabriela Biló/Estadão

 

 

O parecer final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, elaborado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), sugere o indiciamento de 70 pessoas – entre elas o presidente Jair Bolsonaro, filhos dele, ministros, empresários e médicos – e mais duas empresas por crimes praticados no enfrentamento da pandemia de covid-19.

LEIA TODO O RELATÓRIO

O relator atribui a Bolsonaro 11 crimes. Entre eles, homicídio qualificado, crime contra a humanidade e genocídio de indígenas. A amplitude das suspeitas de crimes apontadas pelo relator divide o grupo majoritário da CPI.

O documento, revelado com exclusividade pelo Estadão no domingo, ainda deve passar por algumas atualizações até amanhã, quando será lido na CPI. A votação do parecer está marcada para a terça-feira que vem.

A conclusão será encaminhada aos órgãos de controle, que poderão abrir processos sobre os supostos crimes apontados. Isso ocorre porque a CPI tem poderes de investigação, mas não de punição.

Leia mais em O Estado de São Paulo