Porto Alegre, sexta, 03 de dezembro de 2021
img

Lúcia Passos volta ao palco depois de 17 anos em apresentação trasmitida gratuitamente neste sábado, dia 27 de novembro

Detalhes Notícia
A apresentação de retorno da solista poderá ser acompanhada às 19h, pelo canal da Bell’Anima Produções no YouTube. Foto: HD Video Produtora

 

Mineira radicada há 43 anos no Rio Grande do Sul, a cantora e professora de técnica vocal Lúcia Passos se prepara para voltar ao palco retomando o seu trabalho como solista, 17 anos após a sua última apresentação. A profissional, que nos últimos 30 anos tem se dedicado à preparação vocal de inúmeros coros e artistas do Brasil, como Madrigal Presto e Anaadi, reencontrou sua própria voz nesta primavera, após o incentivo do compositor Vagner Cunha.

A apresentação de retorno da solista poderá ser acompanhada virtualmente neste sábado, dia 27 de novembro, às 19h, na oitava edição do Saraus Bell’Anima, com transmissão gratuita pelo canal da Bell’Anima Produções YouTube (www.youtube.com/c/BellAnimaProduções). Na ocasião, Lúcia estará acompanhada da pianista Olinda Allessandrini, intepretando repertório que reúne canções características da cultura germânica, passando por obras de Schubert Schumann, e composições brasileiras assinadas por Camargo Guarnieri e Heitor Villa-Lobos, além de uma seleção de canções sobre versos de poetas brasileiros, incluindo o poema Motivo, de Cecília Meireles, musicado por Vagner Cunha especialmente para as artistas. No evento online, o público também poderá assistir a um minidocumentário dirigido pelo cineasta espanhol Juan Quintáns, que registrou uma manhã de ensaios entre Lúcia e Olinda e de entrevistas conduzidas pelo jornalista Renato Mendonça.

Também no dia 27 de novembro será lançada em todas as plataformas digitais a faixa An die Musik (Franz Schubert/Franz von Schober), canção que abre o disco Cair da Tarde. O álbum completo será disponibilizado no dia 12 de dezembro pelo selo Bell’Anima em comemoração à carreira e à contribuição da artista para a música e para o canto coral brasileiro.

Sobre o disco Cair da Tarde

O álbum é um registro do último recital apresentado por Lúcia Passos, em 2004 no Anfiteatro Padre Werner, na Unisinos, em São Leopoldo, agora masterizado por Marcos Abreu. Dividido em três partes, Cair da Tarde reúne um repertório com 19 faixas escolhidas pela cantora e pela pianista Olinda Allessandrini, que a acompanha na apresentação. O primeiro segmento traz uma série de canções características da cultura germânica, os lieder, com obras de Schubert, Schumann, Wolf e Brahms e letras cantadas em alemão baseadas em textos de nomes como Goethe e Rückert. A segunda é dedicada a canções brasileiras do século 20, trazendo o folclore de Camargo Guarnieri e composições de Heitor Villa-Lobos com versos de Dora Vasconcelos. Já a terceira parte traz uma seleção de canções sobre poemas de poetas brasileiros, como Oração da estrela boieira, composição de Armando Albuquerque feita sobre poema do porto-alegrense Augusto Meyer, poeta, memorialista e folclorista cujos 120 anos de nascimento serão relembrados em 2022.

“Quando escolho meu repertório, penso naquilo que eu sinto, naquilo que eu consigo transmitir para o público. Porque o texto precisa ser pensado, projetado e interpretado. E o público precisa entender o texto, em qualquer idioma. Em alemão, por exemplo, ainda que o público não compreenda a língua, através da minha interpretação, da minha emoção, o espectador vai sentir se o que estou cantando é dor, alegria, paz ou tristeza”, explica a solista.

Quando o disco foi gravado, no início dos anos 2000, Lúcia estava completando 25 anos de trabalho na Unisinos, e a apresentação foi realizada para celebrar e marcar aquele momento. A gravação foi um presente do falecido técnico de som Marcelo Sfoggia que, na época, registrou o recital e fez sua mixagem ao vivo. O resultado surpreendeu as artistas. “O que mais me impressionou no CD foi a profundidade de som. É uma profundidade muito difícil, acusticamente, de se conseguir em música ao vivo. Parece que tem uns 15 microfones espalhados pela sala, mas eram apenas dois. Os planos sonoros são muito nítidos e muito bem bolados. É realmente uma grande qualidade de gravação, especialmente por ser ao vivo”, afirma Olinda.

Sobre as artistas
Lúcia Passos
 atuou como professora e técnica vocal na Unisinos durante 26 anos.
 Iniciou sua formação musical em Minas Gerais e, em busca de aperfeiçoamento, foi para o Rio de Janeiro, onde estudou com a professora Clarisse Stukart. Estudou no Mozarteum, em Salzburg, na Áustria, e também em Münster, na Alemanha, com os professores Rita Streich, Paula Lindberg e Peter Ziethen. Realizou recitais em vários estados do Brasil e também na Áustria e Alemanha, apresentando repertório internacional e de compositores brasileiros. Atuou como solista da Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, Orquestra de Câmara da Ospa e Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro e Orquestra Sesi Fundarte. Contratada pela Funarte, ministrou cursos em todo o Brasil, orientando regentes, cantores e professores de técnica vocal. Trabalhou durante 22 anos com o Maestro José Pedro Boessio, no Coral Unisinos que, após vencer Concurso Nacional de Coros, no Rio de Janeiro, foi considerado modelo para o canto coral brasileiro. Foi coordenadora cultural da Unisinos durante cinco anos, desenvolvendo e incentivando projetos culturais como a Orquestra Unisinos, Projeto Sinos Acorda e Movimento Coral Unisinos. Há mais de 30 anos, tem atuado como professora de técnica vocal nas oficinas de música de Curitiba, nos painéis de regência coral da Federação de Coros do Rio Grande do Sul, além de oficinas em em diversas cidades do país.
Realizou oficinas permanentes para o Coral Municipal de Caxias do Sul, coros do Instituto de Educação Ivoti, Coros de Nova Petrópolis, além de outras cidades do Rio Grande do Sul.

 É proprietária da Presto Produções e Promoções Artísticas, juntamente com Ailton Gomes de Abreu, desenvolvendo um intenso trabalho pela Cultura de São Leopoldo e região através do Projeto MusiCâmara, Camerata Presto, Projeto Arte Gaúcha, Oficina Canto Coral, Oficinas de Técnica Vocal, Instrumento e Canto, visando o aprimoramento de instrumentistas, cantores, atores e professores. É preparadora vocal do Madrigal Presto desde a sua criação em 2008, atuando junto ao Maestro João Paulo Sefrin.

Olinda Allessandrini é uma das mais versáteis e conceituadas pianistas brasileiras. Seu repertório abrange uma vasta escolha de obras para piano solo, além de música de câmara e concertos com orquestras. Sua discografia inclui 11 CDs solo, além de 16 CDs como pianista convidada. Também lançou um DVD, pamPiano, com direção do cineasta Caio Amon. Sua trajetória abrange palestras, cursos, festivais no Brasil e no exterior, recitais com caráter didático, pesquisa de repertórios brasileiro e latino-americano, além de participar de livros editados e escrever artigos sobre música para jornais e revistas. Sua dedicação à produção musical do Brasil e das Américas proporcionou vários prêmios, como o Açorianos e a distinção Líderes e Vencedores, da Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, como destaque na área cultural. Também foi premiada aos 18 anos com a Medalha de Ouro pelo Instituto de Artes da UFRGS, e obteve prêmios no Concurso de Piano Lorenzo Fernandez e no Concurso de Piano da Universidade de Salvador, na Bahia.

Sobre os Saraus Bell’Anima
O projeto tem promovido, desde junho de 2020, uma série de concertos virtuais e gratuitos realizados pela produtora musical Bell’Anima. Nas sete sessões anteriores, a iniciativa recebeu grandes representantes da música popular, como Guinga, Anaadi, Jorginho do Trompete, Ernesto Fagundes e Luciano Maia, além de artistas consagrados da música erudita nacional e internacional, entre eles Carla Maffioletti, Ney Fialkow, Flávio Leite, Paola Bess e André Carrara. As apresentações já realizadas também estão disponíveis gratuitamente no canal da Bell’Anima no YouTube.

Sobre a Bell’Anima
Desde sua criação em 2015, a parceria entre o músico Vagner Cunha e o empresário Claudio Carrara já resultou em 25 produções inéditas que receberam registro em CDs e DVDs, incluindo uma coletânea, lançada no final de 2018: Bell’Anima Vol. I. A intensa produção é resultado da força de um trabalho que preza pela qualidade e pelo ineditismo, sempre conduzido pelo primor estético. Através de uma programação cultural ativa que produz e incentiva projetos e artistas de real valor expressivo e estético, a Bell’Anima visa resgatar a beleza do ser humano através da música, envolvendo o público em experiências e imersões artísticas que estimulam o desenvolvimento individual e coletivo. Seus projetos promovem a educação musical e a formação de público através de concertos, saraus e encontros musicais didáticos, além de incentivar a educação musical de base através da parceria com o Projeto Orquestra Jovem Recanto Maestro, iniciativa de caráter social e pedagógico, promovida pela Associação Ontoarte, que leva o ensino de música a crianças e jovens da quarta colônia de imigração italiana, no sul do país. Entre suas produções, destacam-se a ópera O QuatrilhoConcerto para Violão de Sete Cordas e Orquestra, Metaphisica Sinfonia Coral e o espetáculo A Paixão de Dante.

SERVIÇO – PROGRAMAÇÃO ON-LINE – MÚSICA
Saraus Bell’Anima Ed.#08 | Cair da Tarde
Recital com Lúcia Passos (voz) e Olinda Allessandrini (piano) e exibição de minidocumentário dirigido pelo cineasta espanhol Juan Quintáns, que registrou uma manhã de ensaios entre as artistas e de entrevistas conduzidas pelo jornalista Renato Mendonça
Dia 27 de novembro, sábado, às 19h
Gratuito, com transmissão ao vivo pelo canal da Bell’Anima Produções no YouTube (www.youtube.com/c/BellAnimaProduções)

Álbum Cair da Tarde
Registro de um recital apresentado em 25 de novembro de 2004 por Lúcia Passos e Olinda Allessandrini no Anfiteatro Padre Werner, na Unisinos, em São Leopoldo, gravado e mixado ao vivo por Marcelo Sfoggia, e agora masterizado por Marcos Abreu

A primeira faixa do álbum, An die Musik (Franz Schubert /Franz von Schober), estará disponível em todas as plataformas digitais a partir do dia 27 de novembro
O álbum completo será lançado em todas as plataformas digitais no dia 12 de dezembro