Porto Alegre, domingo, 19 de maio de 2024
img

Justiça Federal manda prender empresário gaúcho condenado por sonegação de impostos, poe Eduardo Matos/GZH

Detalhes Notícia
Policiais foram em endereços de Marcelo Domingues de Freitas e Castro e não o encontraram. Advogado responde aos rendimentos obtidos ilegalmente por sua empresa entre os anos 2000 e 2003. Bruno Alencastro / Agencia RBS

 

 

O juiz Roberto Schaan Ferreira, da Central de Execuções Penais de Porto Alegre da Justiça Federal, expediu mandado de prisão contra o empresário Marcelo Domingues de Freitas e Castro por sonegação de impostos. Agentes da Delegacia de Capturas do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), e da Polícia Federal foram em endereços dele, mas não o encontraram. Ele é considerado procurado pela polícia.

Marcelo foi condenado a cinco anos e cinco meses de prisão em regime inicialmente semiaberto por sonegação de impostos. A condenação diz respeito aos rendimentos obtidos por sua empresa entre os anos 2000 e 2003. O mandado foi expedido após diversos recursos movidos pela defesa perante o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, todos rejeitados.

Em 2015, Freitas e Castro foi condenado a oito anos, quatro meses e 16 dias de prisão, inicialmente em regime fechado. Ele foi responsabilizado na oportunidade por sonegar R$ 6.672.751,59 em impostos na declaração de pessoa física e dos rendimentos obtidos por sua empresa entre os anos 2000 e 2003. O empresário era também vice-presidente jurídico do Inter na época.

Leia mais em GZH