Roger Lerina deixa Zero Hora após Festival de Cinema de Gramado

Roger Lerina deixa Zero Hora após Festival de Cinema de Gramado

Agenda Comunicação Cultura Destaque

O colunista Roger Lerina prepara sua saída do jornal Zero Hora. Ele não fala sobre o assunto, mas a informação é que após a cobertura do Festival de Cinema de Gramado, ele deixe a redação. Roger é editor desde maio de 1999 da coluna Contracapa de ZH (artes, cultura e entretenimento), Roger Lerina foi repórter cultural do caderno de variedades do mesmo veículo, e é crítico de cinema.  Luciano Potter, que já está na edição de final de semana ocupará o espaço.

Entre outros trabalhos, editou, pela Artes & Ofícios Editora,  títulos como a coletânea de textos “Cinema – Um Zapping de Lumière a Tarantino” (1995), de Luiz Carlos Merten, crítico de cinema do jornal O Estado de S. Paulo.

Também foi o roteirista dos quatro episódios da série de documentários para a televisão “Sul sem Fronteiras” (2000), sobre aspectos da cultura e da história gaúchas, produzida pela Zeppelin Produções e veiculada nacionalmente pela rede TVE. Integrou o Júri da Fipresci (Federação Internacional dos Críticos de Cinema) no 13º Festival Internacional de Cine de Punta del Este, em 2010, e no Festival do Rio 2011.

Integrou o Júri Oficial da competição de curtas-metragens nacionais do 36º Festival de Cinema de Gramado, em 2008, e o Júri da Crítica do 39º Festival de Cinema de Gramado, em 2011. Sua carreira no jornalismo também o levou à TV. Ele apresentou o “Programa do Roger” na TVCOM entre dezembro de 2011 e junho de 2015.

É autor do livro “Mauro Soares – A Luz no Protagonista” (2015), volume da coleção Gaúchos em Cena, publicada pelo festival de artes cênicas Porto Alegre Em Cena. Atuou ainda como corroteirista das atividades oficiais do 43º Festival de Cinema de Gramado, em 2015. E é o corroteirista da minissérie de documentários “Tá no Sangue – Os Fagundes”, veiculada pela RBS TV.

Projeto de revisão do IPTU motivou saída de secretário de Marchezan

Projeto de revisão do IPTU motivou saída de secretário de Marchezan

Destaque Poder Política

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Gomes, pediu nessa quarta para deixar o cargo por discordar basicamente de dois pontos do projeto enviado para a Câmara de Vereadores de alteração do IPTU pelo prefeito Nelson Marchezan. Eleito vereador de Porto Alegre em 2016 com 5.822 votos, Gomes, que já foi presidente do Instituto de Estudos Empresariais e vice do Instituto Liberdade, também citou que deseja manter os seus ideais liberais e não pretende apoiar um projeto que trará significativo aumento de impostos para os porto-Alegrenses.

“Embora eu aceite a ideia da revisão da planta de valores do IPTU Municipal, eu divergi do projeto que o governo encaminhou à Câmara com relação a dois aspectos fundamentais: um deles é a existência de alíquotas progressivas, o que trata de forma desigual os porto-alegrenses; e o segundo é que esse projeto, depois do passar do tempo, quando ele for consolidado, ele vai representar um aumento significativo da arrecadação do tributo na cidade”, destacou Ricardo Gomes em entrevista para o programa Agora/Rádio Guaíba.

O secretário, que deixará o cargo nos próximos dias, garantiu, entretanto, que seguirá apoiando a administração Nelson Marchezan. Porém, fez questão de destacar que foi eleito em 2016 prometendo não aumentar impostos.

“Tenho uma história pessoal e fiz campanha dizendo isso, inclusive, para vereador, que não concordaria com aumento de impostos e esse projeto ao fim ao cabo vai representar um aumento da carga tributária em Porto Alegre. Então, por coerência e respeito meus eleitores, entreguei o cargo ao prefeito Marchezan ainda que seja um entusiasta da administração e que vou apoiar na Câmara de Vereadores, salvo esse projeto”, afirmou o secretário demissionário.

Ricardo Gomes é a quarta baixa após oito meses na administração Nelson Marchezan. O primeiro foi o secretário Kevin Krieger (PP), coordenador da campanha do atual prefeito. O segundo procurador-geral do município Bruno Miragem. O terceiro foi o diretor-geral do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), Álvaro de Azevedo.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior e o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Gomes, informam que nos próximos dias o secretário deixará o cargo. Gomes concorda com a revisão da planta de valores do IPTU para a correção de diversas distorções, mas por sua posição sabidamente liberal se opôs à adoção de alíquotas progressivas, ainda que o projeto reduza a alíquota atual. O aumento de arrecadação, mesmo que diluído ao longo dos próximos anos, também foi objetado.

Marchezan e Gomes são amigos há muitos anos, e o secretário reafirma que continuará apoiando o governo e que a gestão está no caminho certo para recuperar Porto Alegre de sua crise. Além de todas as contribuições dadas pelo secretário e todos os avanços do governo, ainda há muito que ser feito para reformar a máquina pública e mudar a cidade. O respeito e admiração mútuos permanecem, e há, de ambas as partes, a compreensão de que se trata de uma questão isolada e de uma decisão pessoal. (Correio do Povo e Rádio Guaíba)

Impeachment de Temer: OAB ingressa no STF contra Rodrigo Maia

Impeachment de Temer: OAB ingressa no STF contra Rodrigo Maia

Direito Notícias Poder Política

O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, protocolou nesta quinta-feira (17), no STF, um mandado de segurança contra o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, por crime de responsabilidade, omissão e desvio de finalidade, em razão de não ter analisado até o momento os pedidos de impeachment contra o presidente da República, Michel Temer.
A OAB Nacional é autora de um pedido de impeachment, protocolado em 25 de maio de 2017.
Logo mais, às 12h15, o presidente Claudio Lamachia concederá entrevista coletiva na sede da OAB, em Brasília. A entrevista será transmitida ao vivo pelo Facebook.com/CFOAB.

Rombo anula superávit fiscal acumulado durante 15 anos

Sem categoria

Confirmada a nova meta fiscal do governo, o Brasil somará déficits que anularão todo o esforço fiscal acumulado desde o início da adoção das metas de superávit primário, em 1999. Segundo dados do BC, de 1999 a 2013 o País teve superávit de R$ 801,6 bilhões. Entre 2014 e 2020, a previsão é de déficit de R$ 818,6 bilhões. Uma das consequências será o aumento da dívida pública. 

Igreja evangélica quer distritão para ampliar bancada

Igrejas evangélicas ambicionam expandir sua bancada na Câmara em 2018 com a ajuda do distritão. Nesse modelo, em discussão na reforma política, deputados mais votados se elegem independentemente do partido.

A aposta ê que celebridades do segmento e pastores levariam vantagem por serem conhecidos. (Folha de São Paulo)

Porto Alegre: Aumento no IPTU faz Ricardo Gomes pedir demissão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico

Porto Alegre: Aumento no IPTU faz Ricardo Gomes pedir demissão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico

Destaque

O Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Gomes entrega amanhã sua carta de demissão ao prefeito Nelson Marchezan. Contrário ao aumento de impostos, ele não concorda com a forma como o IPTU está sendo reajustado em Porto Alegre, elevando o tributo em até 50% em alguns casos. Para amigos, o Secretário disse que ser contra aumento de impostos  é uma posição histórica dele como cidadão e ex-presidente do IEE e irá manter a coerência. Com a decisão, Ricardo Gomes, vai assumir o mandato para o qual se elegeu na Câmara de Vereadores de Porto Alegre. Com isso o suplente Mateus Aires(PP), deixa o legislativo municipal. Ricardo Gomes é o segundo secretário do Partido Progressista a deixar o cargo na atual administração, o primeiro foi Kevin Krieger.

Operação Lava Jato: executivos da empreiteira Mendes Júnior têm pena aumentada

Operação Lava Jato: executivos da empreiteira Mendes Júnior têm pena aumentada

Destaque Poder Política

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) concluiu hoje (16/8) o julgamento da apelação criminal do núcleo da empreiteira Mendes Júnior nos autos da Operação Lava Jato. A 8ª Turma confirmou a condenação e aumentou as penas do ex-presidente da empresa Sérgio Cunha Mendes e dos executivos Rogério Cunha Pereira, Alberto Elísio Vilaça Gomes e João Procópio Junqueira Pacheco de Almeida Prado.Prevaleceu o voto médio do revisor das ações da Operação Lava Jato no tribunal, desembargador federal Leandro Paulsen.

A decisão também aumentou a pena do dono da corretora Banval, Enivaldo Quadrado, e retirou a litispendência do processo de Waldomiro de Oliveira, condenando-o. Alberto Youssef teve a suspensão do recurso de apelação afastada e poderá recorrer, passando a partir da intimação a correrem os prazos para a defesa.

As penas foram aumentadas baseadas na culpabilidade negativa e nas circunstâncias do crime de associação criminosa. Além disso, foi reconhecido o concurso material entre o crime de corrupção relacionado aos contratos da Comperj e os demais crimes de corrupção, com relação aos quais foi mantida a continuidade delitiva, como na sentença de primeiro grau. No concurso material, os crimes de mesma natureza deixam de ser considerados como um só e passam a ser somados.

Penas

Sérgio Cunha Mendes: condenado pelos crimes de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa. A pena passou de 19 anos e 4 meses para 27 anos e 2 meses de reclusão;

Rogério Cunha de Oliveira: condenado pelos crimes de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa. A pena passou de 17 anos e 4 meses para 26 anos, 6 meses e 20 dias de reclusão;

Alberto Elísio Vilaça Gomes: condenado por corrupção ativa e associação criminosa. A pena passou de 10 anos para 11 anos e 6 meses de reclusão;

João Procópio Junqueira Pacheco de Almeida Prado: condenado por lavagem de dinheiro. A pena passou de 2 anos e 6 meses para 3 anos, 4 meses e 25 dias a ser cumprida em regime inicial aberto;

Enivaldo Quadrado: condenado por lavagem de dinheiro. A pena passou de 7 anos e 6 meses para 10 anos de reclusão;

Waldomiro de Oliveira: teve a litispendência que havia deixado de o condenar neste processo afastada pelo tribunal e ele foi condenado a 5 anos, 7 meses e 15 dias a ser cumprido em regime incial semi-aberto;

Alberto Youssef: teve afastada a suspensão do recurso e ganhou o direito de apelar neste processo.

Porto Alegre: Rodrigo Y Gabriela abrem show de John Mayer. Esta será a segunda passagem da dupla pelo país, e a primeira pela capital gaúcha

Porto Alegre: Rodrigo Y Gabriela abrem show de John Mayer. Esta será a segunda passagem da dupla pelo país, e a primeira pela capital gaúcha

Agenda Cidade Cultura Destaque Porto Alegre Turismo Vídeo

Os shows da turnê The Search for Everything, de John Mayer, chegam ao Brasil em outubro com convidados especiais: a dupla mexicana de rock acústico Rodrigo y Gabriela. O dueto reconhecido internacionalmente vem ao Brasil pela segunda vez, após apresentações no Rio e em São Paulo, em 2016, e fará sua primeira apresentação em Porto Alegre na abertura do show do cantor norte-americano no Anfiteatro Beira-Rio, dia 24 de outubro.

Com quatro álbuns de estúdio lançados, Rodrigo y Gabriela se consagraram como uma das bandas instrumentais acústicas mais populares em todo o mundo. Eles já acumulam 1,5 milhão de álbuns vendidos ao redor do mundo e tiveram inúmeros shows com entradas esgotadas em lugares como o Royal Albert Hall, em Londres, o Hollywood Bowl, em Los Angeles, e o Le Zenith, em Paris. Em 2010, Rodrigo y Gabriela tocaram na Casa Branca, em Washington, para o Presidente Obama. Seu trabalho inclui a trilha sonora de filmes como “Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas” e “Gato de Botas”.

Além de passar pela capital gaúcha, a turnê The Search for Everything de John Mayer visita São Paulo, no Allianz Parque, dia 18 de outubro; Belo Horizonte, na Esplanada do Mineirão, dia 20 de outubro; Curitiba, na Pedreira Paulo Leminski, dia 22 de outubro; e Rio de Janeiro, na Jeunesse Arena, dia 27 de outubro.

Os ingressos para a apresentação em Porto Alegre estão à venda no site www.livepass.com.br e também na loja Livepass do Shopping Moinhos de Vento. Além da abertura de Rodrigo y Gabriela, a noite também terá show de uma atração local que será divulgada em breve.

A passagem de John Mayer pela Capital é uma realização e produção da Move Concerts, Live Nation e BMOOV.

 

The Search for Everything World Tour é a terceira grande turnê mundial de John Mayer depois do lançamento do álbum homônimo no início deste ano, seu sétimo álbum de estúdio, iniciada em 31 de março em Albany, Estados Unidos.  Ao chegar ao Brasil em outubro, Mayer terá se apresentado em mais de 55  arenas e anfiteatros na América do Norte e Europa.

Cantor, compositor e produtor musical, nascido em 16 de outubro de 1977 em Bridgeport,  Connecticut, John Clayton Mayer é um dos mais instigantes e talentosos artistas de sua geração. Estudou na Berklee College of Music antes de se mudar para Atlanta, Geórgia, em 1997. Seus dois primeiros álbuns de estúdio, Room for Squares e Heavier Things, obtiveram enorme sucesso comercial, atingindo multi-platina nos E.U.A. Em 2003, ele ganhou o prêmio de “Melhor Performance Vocal Pop Masculina” no Grammy Awards para Your Body Is A Wonderland.

Mayer começou sua carreira tocando rock, principalmente acústico, mas, aos poucos, começou uma transição paa o blues em 2005, colaborando com artistas de renome como B.B. King, Buddy Guy e Eric Clapton, e acabou por formar o John Mayer Trio. A influência do blues pode ser ouvido em seu álbum Continuum, lançado em setembro de 2006. No 49th Annual Grammy Awards, em 2007, Mayer ganhou o prêmio de Melhor Álbum Pop Vocal para Continuum e Melhor Performance Vocal Pop Masculina por Waiting On The World To Change. Esse álbum foi seguido por Battle Studies em 2009, um retorno ao universo pop.

Em 2010 Mayer começou a trabalhar em um álbum de acompanhamento, chamado Born and Raised, que se inspiraria na música pop dos anos 70 de Laurel Canyon. No entanto, a descoberta de um granuloma em suas cordas vocais atrasou a liberação do álbum até maio de 2012 e, finalmente, forçou-o a cancelar a turnê planejada. Mesmo assim, o álbum teve uma recepção favorável, embora tenha sido menos bem sucedido comercialmente do que seu trabalho anterior. Depois de extensos tratamentos para seus problemas vocais – e um hiato de dois anos – Mayer começou a se apresentar como cantor novamente em janeiro de 2013, e nesse ano lançou o álbum Paradise Valley, com influências da música country. Em 2014, ele havia vendido um total de mais de 20 milhões de álbuns em todo o mundo.

Depois de desenvolver um interesse no Grateful Dead e se conectar com Bob Weir, Mayer formou o Dead & Company com três músicos do ex-Grateful Dead,  com quem fez duas turnês bem recebidos no outono de 2015 e no verão de 2016.

Como resultado de sua turnê com Dead and Company, Mayer adiou trabalhar em seu próximo álbum de estúdio até janeiro de 2016, com planos de terminá-lo até o final daquele ano. Em 17 de novembro de 2016, Mayer lançou Love on the Weekend como o primeiro single de seu EP The Search for Everything: Wave One, lançado em 20 de janeiro de 2017.  Um segundo EP, The Search for Everything: Wave Two, foi lançado em 24 de fevereiro de 2017, antes do lançamento do álbum em abril.

 

 

SERVIÇO

JOHN MAYER COM A TURNÊ THE SEARCH FOR EVERYTHING

Dia 24 de outubro

Terça-feira, às 21h

Anfiteatro Beira-Rio (Av. Padre Cacique, 891 – Praia de Belas – Porto Alegre/RS)

 

INGRESSOS

Setor Inteira Meia-entrada
Cadeira Superior R$230,00 R$115,00
Pista Premium BudZone R$400,00 R$200,00
Cadeira Inferior R$420,00 R$210,00
Tribunas R$520,00 R$260,00
Lounge* – ESGOTADO R$700,00 R$450,00

 

*O setor Lounge inclui serviço de open bar com cerveja, água, refrigerante e finger foods.

 

mapajohnmayerpoa

 

PONTOS DE VENDA

– Vendas online (com taxa de conveniência): www.livepass.com.br

Formas de pagamento: com cartões de crédito Visa, Mastercard, Elo, Amex e Diners.

– Loja Livepass no Shopping Moinhos de Vento (Rua Olavo Barreto Viana, 36 – Bairro Moinhos de Vento – Porto Alegre). Funcionamento: de segunda a sábado, das 10h às 22h, e em domingos e feriados, das 14h às 20h.

Formas de pagamento: cartões de crédito Visa, Mastercard, Elo, Amex e Diners, cartões de débito e dinheiro.

 

– É permitida a compra de até 6 ingressos por CPF

 

BENEFÍCIOS EXCLUSIVOS PARA CLIENTES BANCO DO BRASIL COM CARTÃO OUROCARD

  • Desconto de 50% (não cumulativo)*  limitado a 10% capacidade por setor e até 4 ingressos por cliente**, inclusive para resgates de ingressos na plataforma Livelo (já esgotado).
  • Parcelamento exclusivo
    – Elo e Visa: 4 vezes sem juros
    – Mastercard e Amex:  3 vezes durante a pré-venda
    – Mastercard e Amex: 2 vezes durante a venda
  • 50% de desconto na troca de pontos por ingressos em Livelo*

* O desconto de 50% para compra com Ourocard na função crédito não é cumulativo com o desconto de 50% para troca de pontos Livelo por ingressos, e vice versa.

 

 

Governo eleva rombo, congela salários e aumenta impostos

Déficit fiscal é ampliado este ano e até 2020

Exportadores e fundos pagarão mais tributos

Reajustes dos servidores são adiados

Depois de seguidos adiamentos por pressão política e divergências no governo, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou ontem revisão nas metas fiscais da União, ampliando para R$ 159 bilhões o rombo previsto para este e o próximo ano. O governo também piorou as projeções de médio prazo e, se antes previa que as contas voltariam ao azul em 2020, agora estima déficit pelos próximos três anos. Diferentemente do que havia prometido o presidente Temer, de que não haveria alta de impostos, o governo criou tributação para fundos de investimentos exclusivos, usados para aplicar valores elevados, e aumentou a alíquota do Reintegra, para exportadores. Para reduzir despesas, o governo vai adiar reajustes dos servidores do Executivo e cobrar 14% de contribuição para a Previdência de funcionários que ganham mais de R$ 5 mil. Serão extintos 60 mil cargos vagos no Executivo. Analistas viram como inevitável a revisão das metas, mas lembraram que muitas das medidas dependem do aval do Congresso. (O Globo)

Para SIMERS ao invés de parar desmonte do IPE, governo cria mais burocracia. Médicos gaúchos debatem IPE-Saúde em assembleias no interior

Para SIMERS ao invés de parar desmonte do IPE, governo cria mais burocracia. Médicos gaúchos debatem IPE-Saúde em assembleias no interior

Notícias Saúde

O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, anunciou em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (15), o envio dos projetos que preveem a remodelação do Instituto para a Assembleia Legislativa. As propostas transformam o plano IPE-Saúde e a Previdência Social em duas autarquias independentes. A validação da iniciativa depende dos deputados. Não há previsão para votação. Para o Sindicato Médico do RS (SIMERS) alerta que o Governo Estadual, em vez de propor ações de combate ao desmonte do Instituto de Previdência do Estado (IPERGS), cria mais burocracia envolvendo o órgão.

O presidente do SIMERS, Paulo de Argollo Mendes, ressalta que a categoria médica espera uma proposta concreta de reajuste das consultas e procedimentos médicos, que estão congelados há seis anos. “Neste mesmo período, a receita do IPERGS cresceu 57% e hoje recebemos o anúncio de mais mágicas burocráticas. Queremos que o Governador Sartori diga onde foi parar esse dinheiro, que pertence aos funcionários. Estamos aguardando a íntegra deste projeto que foi construído às escondidas, sem participação da comunidade”, destaca Argollo.

Na avaliação do Sindicato Médico, o presidente do IPE dá razão ao SIMERS. Afinal, quando foi questionado sobre a luta do SIMERS pelo reajuste os honorários médicos, o presidente do IPERGS, Otomar Vivian, concordou que é preciso valorizar os médicos. “O SIMERS tem razão no que se refere a remuneração da consulta médica. Vamos construir um novo modelo de pagamento para dar uma justa remuneração aos prestadores de serviços”, afirmou.

Médicos do RS discutem IPE-Saúde

Entre os meses de julho e agosto, médicos de diferentes cidades do Estado têm discutido questões como a remuneração e o desmonte do IPERGS em assembleias promovidas pelo SIMERS, Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers) e Associação Médica do Rio Grande do Sul e (Amrigs). Passo Fundo, Ijuí, Santa Maria e Pelotas já debateram o tema. Nesta quarta-feira (16) será a vez de Uruguaiana.