Porto Alegre, domingo, 19 de maio de 2024
img

Novo Hamburgo apreende veículos com fakenews contra vacinação de crianças

Detalhes Notícia
Apreensão ocorre após denúncia da população; Prefeitura vai apresentar notícia crime sobre o caso ao Ministério Público

 

 

Após receber denúncias da população pelas redes sociais da Prefeitura de Novo Hamburgo, de que carros de som estavam percorrendo bairros da cidade espalhando fakenews sobre a vacinação de crianças, a Guarda Municipal de Novo Hamburgo apreendeu os veículos e os conduziu até a Delegacia de Polícia, onde foi feita ocorrência e os veículos encaminhados para depósito do Detran. Os condutores foram responsabilizados por Infração de Medida Sanitária Preventiva, com base no artigo 268 do Código Penal.

As mensagens colocam em dúvida a vacinação e apontam perigo na imunização de crianças. A Prefeitura está apresentando uma notícia-crime sobre o caso para o Ministério Público. Foram apreendidos dois veículos, uma Fiorino no bairro Rio Branco, e um Uno no bairro Guarani. O caso ganha ainda mais relevância considerando o fato de todo o Estado ter iniciado nesta quarta-feira a vacinação com o imunizante CoronaVac, conforme autorização do Ministério da Saúde.

O prefeito em exercício de Novo Hamburgo, Márcio Lüders, destaca a adesão da população hamburguense à vacinação. Até o final da tarde desta terça-feira (25), Novo Hamburgo já havia aplicado 425.939 doses de imunizantes contra a covid. “Nesta manhã, no primeiro dia da ampliação da vacinação de crianças, agendei a imunização da minha filha Rafaela, de 11 anos. Estou comprometido com o cuidado dela e a vacinação é fundamental. Aproveito para fazer chamamento a todos para que se vacinem. Não se justifica mensagens antivacina e contra a ciência. Isso é uma atitude contra o Brasil”, enfatiza o prefeito.

Para o secretário municipal de Saúde, Naasom Luciano, já está mais que provado que a vacinação é a grande responsável pela queda no número de óbitos e internações. “Contra a ciência não há argumentos. A verdade é que, na medida que a vacinação vai avançando, observa-se queda no número de mortes e internações”, destaca. Naasom lamenta que mensagens antivacina circulem pela região, justamente no momento tão importante que é a ampliação da proteção das crianças. “As vacinas já se mostraram seguras. Quem ama protege e vacina”, destaca.

Das 425.939 doses aplicadas em Novo Hamburgo até o final da tarde desta terça-feira, 196.657 foram de primeiras doses e 172.805 de segundas doses, além de 62.266 de terceiras doses (há 5.789 doses únicas que aparecem duas vezes, na primeira e segunda dose). Em relação à população completa de Novo Hamburgo, estimada pelo IBGE em 247.303 pessoas, 79,52% receberam a primeira dose e 70% foram imunizados também com a segunda dose. Já o percentual de pessoas que receberam a terceira dose (dose de reforço) chega a 25,2%. Observa-se uma forte adesão na dose de reforço (terceira dose) da comunidade.