Jornalistas debatem educação no painel de abertura do Sesi com@Ciência

Jornalistas debatem educação no painel de abertura do Sesi com@Ciência

Comunicação Destaque Direito Educação

O painel de abertura do Sesi com@Ciência apresentou jornalistas de diferentes grupos de mídia do Rio Grande do Sul debatendo sobre novas iniciativas no campo do ensino. Com o tema ‘A Educação sob as lentes dos jornalistas: o que podemos esperar?’, os comunicadores Armando Burd, da Rede Pampa; Felipe Vieira, do SBT RS; Guilherme Kolling, do Jornal do Comércio; Oziris Marins, do Grupo Bandeirantes; Rosane de Oliveira, do grupo RBS, e Telmo Flor, do Correio do Povo, conversaram com o público na FIERGS analisando a perspectiva jornalística do tema.

IMG_0470
Encontro reuniu comunicadores de grupos de mídia do Rio Grande do Sul. Foto: Dudu Leal

Jornalista do SBT RS, Felipe Vieira abriu os trabalhos afirmando que a imprensa precisa valorizar mais a educação. “A realidade é essa: a imprensa trata muito mal a educação. Somos reativos. E não propositivos. Tem muita iniciativa legal neste evento. Circulem. Conversem com as crianças e verão uma série de projetos bem bacanas e muito bem elaborados”, frisou. Já Oziris Marins, jornalista do Grupo Bandeirantes, parabenizou a iniciativa e se disse surpreso com as boas práticas realizadas no espaço. “Dei uma volta pelo pavilhão junto dos meus colegas de painel e fiquei contente com o que vi. Esse modelo educacional do Sesi tem de ser observado com muito carinho pelos nossos governantes. É um caso de sucesso. Na Bandeirantes temos a premissa de mostrar o Rio Grande que dá certo e ideias como essas precisam ser difundidas”, disse.
Diretor de redação do Correio do Povo, Telmo Flor chamou a atenção do público para os extremismos quando se discute educação no país. “É hora de não perder tempo com tanto ódio. Muita gente fala sem ter o mínimo de fundamento. Precisamos estimular e propiciar locais de debates como esse. Precisamos falar e não gritar sobre o futuro e sobre um tema tão importante quanto esse”, enfatizou. Para o editor-chefe do Jornal do Comércio, Guilherme Kolling, chegou a hora de implementar tecnologia no ensino. “Temos de discutir uma reformulação no modelo educacional. Atualmente estamos conectados 24 horas à tela do smartphone e a educação não acompanha. Por isso, a imprensa tem papel fundamental na difusão desse novo mundo digital. De mostrar ao cidadão novidades e uma ampla gama para conhecer o que há de inovação”, avaliou.
Conforme o jornalista Armando Burd, da Rede Pampa, os laços educacionais estão cada dia mais deteriorados. “O professor não sente mais a gana de antigamente para lecionar. E isso é extremamente triste. Para a sociedade, para o profissional e para o aluno. Na minha infância os professores tinham prazer em dar aula e nós também em ter aquele momento com eles. Hoje falo com tristeza: essa relação se rompeu”. Por fim, a comentarista de política do Grupo RBS, Rosane de Oliveira, disse que é preciso valorizar os profissionais. “As escolas estão sucateadas. O Estado afirma não ter dinheiro para investir na base. Educação é a base de tudo. E não há educação sem a valorização do professor”, afirmou.
O painel foi uma das atrações do Sesi com@Ciência, um encontro com foco em educação que continua até essa terça-feira, 1º de outubro, no Centro de Eventos FIERGS, em Porto Alegre. Estudantes, docentes e pesquisadores, junto com a sociedade em geral, vão se reunir para expor, analisar e projetar o desenvolvimento do Brasil nesse tema. A expectativa é de mais de 10 mil participantes em todas as atividades nos dois dias, das 9h às 21h. Serão promovidos debates, vivências, apresentações, palestras e reflexões para o futuro.

Todas as atrações têm entrada franca. Confira em https://www.sesirs.org.br/evento/sesi-comciencia.

SBT Entrevista: Martha Medeiros revela que está com um roteiro original pronto para o cinema. Escritora fala de futuro, da paixão pelo Inter, situação política do país e o “novo” movimento feminista

SBT Entrevista: Martha Medeiros revela que está com um roteiro original pronto para o cinema. Escritora fala de futuro, da paixão pelo Inter, situação política do país e o “novo” movimento feminista

Cidade Comunicação Cultura Destaque Entrevistas

Nesta quarta-feira a escritora porto-alegrense Martha Medeiros, conversou comigo no SBT Rio Grande – Segunda Edição e falou sobre o lançamento da sua obra mais recente, “O Meu Melhor”, coletânea de crônicas que selecionou entre textos bem-sucedidos junto aos leitores. Até aqui, 25 anos de cronista, foram mais de dois mil textos publicados. Essa edição comemorativa, lançada pela Editora Planeta, é antologia com cem textos já conhecidos e quatro inéditos. Ela confirmou para outubro a encenação em Porto Alegre de peça com o roteiro adaptado de sua obra e Júlia Lemmertz, outra gaúcha e colorada como Martha, no papel de protagonista. A montagem “Simples Assim”, baseada em duas crônicas, fala sobre temas da modernidade, como relações superficiais e o uso de aplicativos de relacionamento. O espetáculo teve casa cheia no eixo Rio-São Paulo.

Martha tem obras adaptadas para o teatro, cinema e televisão. Está com um roteiro original vendido, a produtora ainda não começou a rodar o filme no Rio de Janeiro. Ela tem a opção de escrever um livro baseado no próprio roteiro, por direito contratual, e já está fazendo isso. Consagrada e premiada, autora de obras como Divã e Doidas e Santas, seus livros já ultrapassaram a marca de um milhão de exemplares comercializados. Não é pouca coisa.

WhatsApp-Image-2019-09-11-at-15.05.17
Confira abaixo a íntegra da entrevista que fiz com Martha Medeiros.

Nosso bate-papo rolou solto na simpática livraria L&PM Pocket. Tanto que ele foi publicado na íntegra, sem nenhuma edição do que falamos no YouTube e Facebook, do SBT RS. Poucas pessoas imaginam que pudessem encontrar uma das autoras mais bem-sucedidas da literatura contemporânea nacional, anos atrás, num jogo do Inter contra o Aimoré em pleno Estádio Beira-Rio. Hoje em dia, poucos imaginam que possam encontrá-la sobre as águas do Guaíba, remando equilibrada em sua prancha Stand Up Paddle.  Ex-aluna do colégio Bom Conselho, Martha Medeiros formou-se em Comunicação Social e atuou mais de uma década como redatora publicitária. Se iniciou em literatura com poemas, o primeiro exercício de criação literária autoral.

Lá pelo meio da década de 80, após contato com a Editora Brasiliense, que havia editado Leminski e Caio Fernando Abreu na série Cantadas Literárias, recebeu carta elogiosa do editor Graco Prado e a promessa de novo contato, que ocorreu meses depois, junto com o convite para estrear em livro. Strip-Tease foi publicado na mesma coleção Cantadas Literárias, que admirava como leitora. O segundo livro, Meia Noite e Um Quarto, saiu em 1987 com apresentação de Caio Fernando Abreu. Houve o terceiro livro de poemas, Persona non Grata, com texto de Millôr Fernandes nas orelhas de capa. Isso ainda nos anos 90, quando embarcou para o Chile junto com o então marido, transferido por causa de trabalho. Com a oportunidade, interrompe a carreira publicitária e inicia a produção em prosa. Por intermédio do amigo e jornalista Fernando Eichenberg, começa despretensiosamente a carreira de cronista em Zero Hora. O resto da história todos já sabem, falar sobre ela é chover no molhado.

 

Abaixo, destacados em tópicos, alguns trechos selecionados da entrevista e o vídeo com a íntegra, contendo momentos inéditos, que não foram ao ar, no SBT.

O novo livro

“Textos que repercutiram e viralizaram nas redes”.

Do sucesso

“Nem em meus delírios mais lisérgicos imaginei que pudesse um dia fazer esse sucesso com leitores fidelizados. Eu me belisco até hoje, porque tem muita gente boa escrevendo”.

Referências

“Luiz Fernando Verissimo, o papa da crônica, e Marina Colasanti, escritora e jornalista que publicava livros e crônicas em revistas como a Cláudia. Eu costumo dizer que ela e minha mãe me formataram como mulher”.

O “novo” movimento feminista

“A sociedade continua violenta, cada vez mais, e a mulher acabou ganhando um novo alto-falante para os seus problemas, inclusive é um dos temas que abordo no livro, embora eu não goste do termo “empoderar”, que acho meio totalitário.  Em 8 de julho de 1994, estreei com a primeira crônica e já tinha um tom feminista, entre aspas”.

Sobre o tempo

“A idade me deixa inquieta, mas acho um privilégio chegar nessa etapa e dizer que estou na melhor fase de minha vida, às vésperas de completar 58 anos. A maturidade é um prêmio, porque a gente filtra as coisas e vai direto no que interessa”.

O processo de criação

“Sou focada na palavra escrita, não concebo meus textos pensando em adaptações para o teatro e o cinema, a televisão. Eu penso nos leitores, o resto é consequência”.

A torcedora colorada

“Quase ninguém sabe, ou lembra. Aos 16 anos, eu vivia dentro do Beira-Rio. Assistia até Inter e Aimoré, em partidas disputadas no inverno”. Martha, não por acaso, é Medeiros e parente de grandes dirigentes colorados como o atual presidente Marcelo Medeiros.

Livros que está lendo e relendo

Está lendo “A vegetariana”, de Han Kang (premiada obra de autora sul-coreana que ganhou o Man Booker Prize e agora chega à segunda tradução no Brasil. O livro é de 2007). Martha diz que gosta de reler obras de filosofia, de onde costuma tirar ideias para crônicas, que considera o gênero literário mais livre. “É um bate-papo de bar, só que o bar é a casa do leitor”.

A situação política do país

“Estamos vivendo um momento sem precedentes. Estou assustada, parece que fomos à beira do precipício, tomara que não cheguemos a cair. Não tenho como ficar completamente alheia ao que está acontecendo, seria quase um atestado de alienação. Estamos vivendo um momento atípico. Espero que a política não esteja presente em minhas crônicas, espero que não seja necessário, a coisa acalme. No momento, estou aflita”.

Futuro

“Não estou jogando para o futuro, tendo a puxar o freio de mão. Pretendo me dedicar à literatura. Tenho vontade de voltar à poesia, com enorme material inédito guardado. Eu quero botar um pouco de mais loucura, não de mim, a minha experiência pessoaL, mas criar personagens e louquear um pouco”.

Confira abaixo a íntegra da minha conversa com a grande Martha Medeiros

 

SBT RS reformula jornal do meio-dia e contrata André Haar para comandar o SBT Rio Grande; do Coletiva.Net

SBT RS reformula jornal do meio-dia e contrata André Haar para comandar o SBT Rio Grande; do Coletiva.Net

Comunicação Destaque

O SBT RS reformulou visualmente o jornal SBT Rio Grande, que passará a contar com novos quadros e especialistas a partir da segunda-feira, 29. O grande destaque, no entanto, é a chegada de um novo apresentador à equipe. André Haar, que há pouco mais de duas semanas deixou a Record TV RS, assume o comando do jornalístico na próxima semana.

Ele assinou contrato com a emissora nesta segunda-feira, 22, para apresentar o jornal que vai ao ar das 11h40 às 12h40, de segunda a sexta-feira. “Ele chega em um momento excelente de prestígio e audiência do jornalismo do SBT. Há cinco anos, o SBT Rio Grande é o segundo jornal mais assistido na hora do almoço. Com a chegada do André, ganhamos mais opinião, muita credibilidade e muita experiência em jornalismo e televisão”, garante o editor regional do veículo no Rio Grande do Sul, Danilo Teixeira.

Marcelo Chemale, que apresentou a atração provisoriamente durante dois meses, volta às ruas no cargo de repórter, além de participar ao vivo do jornal todos os dias direto da redação. Ele estava de interino desde a saída de Marcelo Coelho, em maio deste ano.

Diretor de Mercado e Inovação do SBT RS, Carlos Toillier dá as boas-vindas ao novo contratado: “O SBT, assim como o mercado, entende que é importante a presença de um apresentador como o André Haar em um jornal tão popular e com audiência significativa como o nosso. Temos certeza de que a presença dele será um sucesso de audiência e vendas aqui na emissora” , afirma.

Na Record TV há 12 anos, entre idas e vindas, André Haar apresentava o matinal Rio Grande no Ar. Com a sua saída, Nando Gross assumiu o comando do jornal no último dia 4. Haar começou na televisão em 1991, na Band. Depois, passou 13 anos na RBS/TVCom e contabiliza, ainda, passagem pela TVE. (Coletiva.net)

Governo pretende digitalizar mais de mil serviços para a população

Governo pretende digitalizar mais de mil serviços para a população

Comunicação Destaque Notícias

Para dar sequência à proposta de simplificar os serviços ao cidadão, o governo federal firmou ontem (21) com a Dinamarca um acordo para aprender boas práticas de digitalização e desburocratização de serviços. O objetivo é descobrir a melhor forma de economizar e facilitar o acesso das pessoas a serviços essenciais.

“Nós temos hoje no Brasil a questão do pagamento de impostos federais, estaduais e municipais, temos uma burocracia regulatória muito grande. E isso dificulta muito a vida dos empresários e empreendedores e impacta na geração de emprego, renda e oportunidades. Então, certamente é uma área em que temos muito a melhorar”, disse o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel.

Segundo Uebel, a meta do governo federal é digitalizar mais de mil serviços em dois anos. Ele disse, porém, que a sociedade poderá sentir a diferença bem antes, em cerca de um ano. Algo que já mudou, segundo ele, foi o certificado internacional de vacinação, necessário para viagens ao exterior. Antes, era preciso ir ao aeroporto fazer a requisição e depois voltar lá para buscar o documento, tarefa que não é tão simples para quem não mora perto do aeroporto.

“Hoje você pode fazer sem sair de casa. Precisamos pegar esse mesmo exemplo e levar para outras áreas, principalmente aquelas que afetam a vida das pessoas mais vulneráveis, o dia a dia do trabalhador, dos aposentados”, disse Uebel.

O embaixador da Dinamarca no Brasil, Nicolai Prytz, reconhece que as realidades dos dois países são diferentes – enquanto o país europeu tem pouco mais de 5 milhões de habitantes, o Brasil passa de 200 milhões –, mas diz que é possível o Brasil tirar lições úteis.

Atualmente, a Dinamarca é lidera o ranking dos países com maior índice de digitalização do mundo. Segundo Prytz, foi um caminho longo, de 15 anos, até o país chegar ao patamar atual. “Nosso caminho não foi fácil. Hoje somos líderes mundiais em [matéria de] governo digital, mas a gente cometeu muitos erros no caminho. Então, queremos dividir nossas experiências com o governo brasileiro. Porque vocês podem não cometer os mesmos erros que nós”, disse o embaixador.

Ele afirmou ainda que existem exemplos aplicáveis à realidade brasileira e que o país “sairá ganhando” se adotar as mesmas práticas. “O Brasil vê as vantagens nisso, tanto na economia quando no combate à corrupção. Ele sairá ganhando se seguir esse caminho, com certeza.”

A cooperação entre os dois países no setor de inovação vem desde 2015 e a transformação digital é o início da segunda etapa desse projeto, junto com o fortalecimento das competências na área de direitos de propriedade intelectual no Brasil. De acordo com o presidente do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), Cláudio Furtado, a quantidade de registros vem aumentando desde o ano passado, e a ideia é mais do que dobrar.

“Já estamos processando 2.500 registros de software por ano em um prazo médio de sete dias corridos para cada decisão. E nós temos uma meta ambiciosa para 2021, de processar 6 mil registros de software por ano”, acrescentou Furtado. (Agência Brasil)

SBT RS: CEO das lojas Renner, José Galló é entrevistado no SBT Rio Grande 2ª Edição nesta quarta-feira

SBT RS: CEO das lojas Renner, José Galló é entrevistado no SBT Rio Grande 2ª Edição nesta quarta-feira

Comunicação Destaque Economia Entrevistas Negócios
Nesta quarta-feira, 30 de janeiro, o SBT Rio Grande 2ª edição exibe o quadro “SBT entrevista”. O apresentador Felipe Vieira bateu um papo, por mais de uma hora, com José Galló, no escritório do executivo, em Porto Alegre.
SBT-RIO-GRANDE-ENTREVISTA-CEO-DAS-LOJAS-RENNER-JOSÉ-GALLÓ-TV-A-BORDO-300x225
Entre os assuntos estão: a visão de Galló sobre os governos de Eduardo Leite e Jair Bolsonaro, a criação do Instituto Caldeira por empresários gaúchos; e o futuro do executivo quando deixar a função de CEO da Renner. “Uma ótima entrevista e o que mais me chamou a atenção do Galló é por ele querer fazer mais para a sociedade brasileira e gaúcha. Muito inspirador”, declara Felipe Vieira.

SBT RIO GRANDE – 2ª EDIÇÃO
De segunda a sexta, às 19h20, no SBT RS
Eduardo Leite vai pedir que Sartori envie logo para Assembleia projeto com manutenção das alíquotas de ICMS. Governador eleito pode anunciar nos próximos dias os Secretários da Fazenda e Casa Civil

Eduardo Leite vai pedir que Sartori envie logo para Assembleia projeto com manutenção das alíquotas de ICMS. Governador eleito pode anunciar nos próximos dias os Secretários da Fazenda e Casa Civil

Destaque Eleições 2018 Entrevistas Vídeo

Conversei com o governador eleito Eduardo Leite, no SBT RIO GRANDE – 2ª Edição. Ele deve definir ainda hoje o nome de quem coordenará a transição de governo com os representantes de José Ivo Sartori. No primeiro contato nesta terça-feira, Leite jÁ encaminhará com Sartori a data de envio para a Assembleia Legislativa do projeto pedindo que atual alíquota do ICMS seja mantida por dois anos. Para ele, mesmo que 56% dos atuais deputados não tenham sido reeleitos, não deve haver maiores problemas para aprovação porque o assunto foi debatido de forma transparente na campanha. Leite não espera nenhum tipo de retaliação da bancada do PMDB, em função dos tucanos terem votado contra o plebiscito para privatização das estatais em 2018.

Conversei com ele “fora do ar”, sobre a divulgação de nomes do secretariado. Leite me disse que, se revelasse, eu ficaria sem pauta para próximas entrevistas. Como ele não fala… Eu repasso informações colhidas com fontes. O que eu posso afirmar sobre secretariado é que Leite sonha com  grandes nomes para a equipe.  Já que o nome preferido Aod Cunha, já disse a interlocutores que não aceitaria voltar ao cargo que já ocupou no governo Yeda Crusius, economistas de projeção nacional estão sendo sondados para a Fazenda, Se a opção for local, o nome mais cotado é o de Leonardo Busatto, atual secretário do governo de Marchezan Jr,  em Porto Alegre. Já para a Casa Civil, o perfil é de alguém com habilidade política e técnica, nesse caso o nome mais cotado é o deputado federal eleito, Lucas Redecker, que foi secretário de estado e cumpre até 01 de fevereiro de 2019, mandato na Assembleia Legislativa.

 

VEJA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA

 

 

 

 

SBT RS apresenta investimentos digitais da emissora em evento; da Coletiva.net

SBT RS apresenta investimentos digitais da emissora em evento; da Coletiva.net

Comunicação Destaque Tecnologia

A equipe local do SBT recebeu convidados na manhã desta quarta-feira, 24, para apresentar seu posicionamento e investimentos no ambiente digital. Na sede da Associação Riograndense de Propaganda, foi realizada a primeira edição do SBT Conecta, que contou com a explanação do head digital da emissora em São Paulo, Giuliano Chiaradia.

A apresentadora do Masbah, Mônica Fonseca, foi a responsável por conduzir o evento, chamando ao palco os diretores da empresa. Primeiro, Carlos Toillier, que responde pela atuação local da marca, agradeceu a presença do público, salientando que a programação regional do SBT foi o que “consolidou-a na vice-liderança de audiência no Rio Grande do Sul, há 19 meses”. “É muito bom poder contar com vocês nesse processo. E hoje a ideia é que a conversa aqui seja rica, leve e de muita troca”, convidou o executivo.

Daniel Pimental, diretor de rede, também foi convidado a fazer a abertura e, para isso, ressaltou que o principal diferencial da TV é oferecer uma programação toda voltada à família. Segundo ele, não é algo voltado à criança, ao jovem ou ao adulto, mas para o filho, a mãe, o tio, a avó. “Queremos oferecer programas saudáveis. E isso é um sucesso na TV e no digital. O nosso futuro é multiplataforma e, por isso, viemos mostrar como é o nosso posicionamento nesse ambiente”, antecipou.

Giuliano, ao começar sua explanação, foi enfático: seria repetitivo ao falar, diversas vezes, na primeira postura necessária para entender do que ele falaria a seguir. “Mudar o mindset. Foi isso que o SBT entendeu o significado.” O head digital apresentou números da presença online da marca, divulgando que conta, hoje, com 46 milhões de inscritos no Youtube, 50 no Facebook, 24 no Instagram, e 10 no Ttwitter. Conforme ele, o SBT é o maior parceiro do Youtube no Brasil, sendo inclusive certificado e tendo 13% da audiência brasileirada plataforma de vídeos.

Sobre como conseguem atingir os números e esse reconhecimento, Giuliano explicou que a principal estratégia da emissora foi ter criado a cultura do fã, ou seja, passou a praticar ainda mais a empatia, “pois é ela que move o mundo e nos conecta com os outros, nos faz estar na memória afetiva do público”. Por isso, investiram em cards divertidos, memes, gifs e lives de bastidores. Além disso, contou que a proximidade e a importância que passaram a dar às interações digitais foram o que fez a diferença para eles. Contou, por exemplo, que, ao questionarem o público sobre o que este gostaria de ver no site, recebeu a resposta de um menino que disse que queria ver a si mesmo. “Retornamos questionando se ele já havia tirado foto com algum comunicador nosso e ele enviou a imagem. Depois, o surpreendemos colocando isso na home do nosso site. Acabou virando uma campanha para que outras pessoas fizessem o mesmo. E tudo isso levou cerca de 45 minutos”, detalhou.

Para encerrar, Giuliano ainda apresentou cases regionais, com o que foi criado com seus casting para marcas como Kappesberg, Pompéia, Asun, Agafarma e Sebrae. Antes de finalizar sua fala, o executivo desafiou a plateia pedindo que todos fechassem os olhos por 30 segundos e colocou a música clássica de abertura dos programas de Sílvio Santos. Quando esta acabou, os comentários eram de pessoas impressionadas ao que aquele momento remetia à infância, familiares e demais recordações positivas. (Coletiva.net)

Rede Master de Hotéis fecha comercial com SBT RS e SC

Para seguir em seu novo posicionamento de marca, a Rede Master de Hotéis resolveu investir em comerciais de televisão. O canal escolhido foi o SBT e as publicidades serão anunciadas no Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Com mais de 30 anos de atuação no ramo hoteleiro, a Master Hotéis, empresa pertencente ao Grupo Isdra, inova e traz agora um conceito mais moderno e despojado, mas sem perder a elegância e a excelência em seu atendimento.  Ao todo, são 11 hotéis, 9 na Capital gaúcha, 1 em Gramado, e 1 em Curitiba.

Além disso, a Rede anunciou recentemente a nova gerente comercial Juliana Nogueira, que chega com uma bagagem de mais de 16 anos de experiência no segmento. A profissional é graduada e pós-graduada em Hotelaria na Universidade Anhembi Morumbi e na Universidade de São Paulo (USP).   “Acredito que posso agregar muito à rede, trazendo processos mais efetivos e planejamentos mais assertivos, além da minha expertise em vendas, conseguindo assim melhores resultados”, destaca a nova gerente comercial.

TV: SBT RS tem o melhor mês de maio desde 2008; da Coluna do Nenê

TV: SBT RS tem o melhor mês de maio desde 2008; da Coluna do Nenê

Comunicação Destaque Porto Alegre Tecnologia Trabalho Vídeo
O SBT marcou excelentes índices e apresentou o melhor mês de maio desde 2008. Na média das 24 horas, o SBT é vice-líder pelo 11º mês seguido. A emissora obteve a maior média dos últimos 113 meses, desde dezembro de 2008. Em maio teve um crescimento de 14% e marcou 4,6 pontos, contra 3,9 da terceira colocada e 15,8 da primeira.

No período matutino, no ar das 6h às 12h, a emissora cresceu 14%, comparando ao mês de abril, e conquistou a vice-liderança pelo 18º mês consecutivo. Marcou 4,1 pontos, contra 3,1 da terceira colocada e 9,0 da primeira. No período da tarde, o SBT cresceu 15% comparando com o mês anterior. Foi a maior média desde agosto de 2008. Em maio, cravou 6,0 pontos, contra 5,7 da terceira colocada e 16,6 da primeira.

Já na faixa noturna, o SBT manteve a vice-liderança pelo 11º mês consecutivo. Cresceu 11% em relação ao mês anterior, atingindo a maior média desde agosto de 2016. Em maio, marcou 5,9 pontos, contra 5,5 da terceira colocada e 31,2 da primeira.

A emissora permanece na vice-liderança na faixa horária da madrugada, das 24h às 30h. Nesta faixa, o SBT cresceu 17% em relação à abril de 2018. No mês de maio, obteve 2,6 pontos, contra 1,4 da terceira colocada e 6,3 da primeira colocada. Foi sua maior média desde agosto de 2013. Vale lembrar que, em maio de 2018, a emissora atingiu 3,2 milhões de telespectadores.

Na programação local, os destaques do mês foram:

– Anonymus Gourmet conquistou a vice-liderança isolada com 6,6 pontos, contra 4,0 da terceira colocada e 21,9 da primeira. O programa obteve um crescimento de 19% comparado ao mês de abril. O Anonymus alcançou 618 mil telespectadores neste mês.

– O Masbah! registrou a maior audiência desde a sua estreia. Manteve a vice-liderança com 6,7 pontos, contra 1,8 da terceira colocada e 24,4 da primeira. O programa atingiu, em maio, 665 mil telespectadores.

– SBT Rio Grande 2ª edição alcançou 865 mil de telespectadores no mês de maio e obteve 4,1 pontos de audiência.

– Já o SBT Rio Grande deu um banho na concorrência e obteve um crescimento de 12%, marcando 6,5 pontos, contra 5,1 da terceira colocada e 17,7 da primeira. O jornal alcançou 1,5 milhão telespectadores em maio.

– O SBT Esporte cresceu 15% no mês de maio e cravou 5,8 pontos de audiência.

(Coluna do Nenê/Nenê Zimmermann)

SBT RS e O Bairrista criam projeto para torcer pelo Brasil no Mundial

SBT RS e O Bairrista criam projeto para torcer pelo Brasil no Mundial

Comunicação Destaque Esporte Negócios Tecnologia Vídeo

De olho na Copa do Mundo da Rússia, que se inicia no próximo mês, o SBT RS e O Bairrista criaram o projeto Torcida Campeã. A iniciativa consiste em um conjunto de ações multiplataforma para torcer pelo Brasil durante o Mundial. A partir da estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, em, 17 de junho, a emissora e a plataforma receberão convidados especiais e parceiros na casa Embaixada RS, com eventos temáticos com música, gastronomia e cultura.

Leia mais em Coletiva.net